Já possui uma conta? Faça login.

Análise SWOT

A Análise SWOT é uma ferramenta de gestão muito importante para negócios de todos os portes. Auxilia no diagnóstico e no planejamento estratégico.

A análise SWOT é uma ferramenta de gestão muito importante para negócios de todos os portes. Essa sigla é formada pelas inicias em inglês das 4 fases da análise: Strengths (Forças), Weakness (Fraquezas), Opportunities (Oportunidades) e Threats (Ameaças).

Este artigo faz parte do Curso Planejamento de Marketing Digital. Para se aprofundar no tema, acesse a página do curso.

A análise SWOT, também chamada de análise FOFA devido à sigla dos termos traduzidos, é muito importante no marketing digital e na hora de criar um projeto. Vamos entender melhor?

O que é a análise SWOT?

A análise SWOT é um processo de avaliação de negócios e projetos. Apesar de ser muito usada no marketing, ela não se restringe a esse ambiente. Portanto é possível usar o que vamos te ensinar nesse artigo em outros momentos da empresa.

A grande vantagem da análise SWOT é que ela dá uma visão geral da empresa e também dos ambientes ao redor dela. Isso ajuda a tomar decisões mais embasadas.

A base da análise SWOT é uma matriz, chamada de matriz SWOT, que conta com 4 campos:

Análise SWOT
Análise SWOT
  • Strengths (Forças) – são os pontos positivos internos da empresa;
  • Weaknesses (Fraquezas) – são os pontos negativos da parte interna;
  • Opportunities (Oportunidades) – são as possibilidades positivas do ambiente externo da empresa;
  • Threats (ameaças) – são as possíveis questões negativas que veem de fora da empresa.

Ao traçar esses diferentes pontos, você passa a ter uma maior noção de como eles se relacionam. Com isso, fica mais fácil enxergar como aperfeiçoar o planejamento.

Para que serve?

A principal função da análise SWOT é a ajudar a colocar as ideias na prática. Isso acontece ao descobrir como um projeto vai se relacionar com o mundo real, tornando mais simples evitar erros.

Normalmente a análise é usada por empresas que surgem no mercado e por empresas lançando novos projetos ou entrando em novos mercados. Entretanto, você pode usar para qualquer tipo de projeto.

Se a empresa já existe e é atuante, a análise SWOT também costuma ser bastante utilizada, mas como uma ferramenta de diagnóstico de marketing.

É importante integrar toda a equipe na análise. Afinal de contas, são os colaboradores que estão diretamente em contato com os pontos que serão analisados em cada parte da matriz.

Como fazer uma análise SWOT?

O primeiro passo ao fazer uma análise SWOT é entender o que deve ser colocado em cada uma das áreas de matriz. Depois disso, é importante reunir as pessoas que vão colaborar na análise e preencher as informações.

Por fim, você pode usar a análise SWOT para determinar a viabilidade do projeto. Se chegar à conclusão de que o projeto é possível, então é hora de transformar as informações da matriz em uma estratégia.

Entendo os tópicos da matriz SWOT

A matriz SWOT conta com 4 zonas, sendo que podemos classificar duas delas podem ser avaliadas como internas e duas como externas. Da mesma forma, podemos classificar duas delas como positivas e duas como negativas.

Vamos entender melhor.

Forças (Strengths)

Análise SWOT - Strengths/Forças
Strenghts/Forças

Esta parte da matriz diz respeito às questões positivas e internas da empresa.

As forças são os pontos em que sua empresa realmente se destaca. Isso significa que você precisa entender quais os pontos em que seu negócio tem vantagem sobre os concorrentes. Ou então os pontos em que a empresa consegue melhorar sua relação com os consumidores.

Esse é o momento de listar seus recursos, vantagens competitivas e os posicionamentos da empresa. Além disso, preste atenção na forma como os pontos estão te colocando na frente da corrida contra a concorrência.

Fraquezas (Weakness)

Análise SWOT - Weaknesses/Fraquezas
Weaknesses/Fraquezas

Aqui é a área da matriz em que se deve colocar as questões negativas e internas da empresa.

Fraquezas são questões que atrapalham o desenvolvimento do projeto ou da empresa. Por exemplo: se o seu negócio é na área de turismo e você quer começar a vender viagens para a Austrália, pode ser um problema não ter contatos neste país.

Ao analisar as fraquezas, você vai encontrar obstáculos a serem superados. Conforme eles forem aparecendo, é importante procurar também por soluções.

Oportunidades (Opportunities)

Análise SWOT - Oportunitties/Oportunidades
Oportunitties/Oportunidades

As oportunidades são os pontos positivos que estão fora da empresa. Por conta disso, você acaba tendo menos controle sobre elas.

Uma oportunidade é uma questão que aparece e pode ser aproveitada. Entretanto, nem sempre é vantajoso pular em uma oportunidade. Enquanto algumas chances realmente acrescentam para a empresa, outras podem ser um desvio no caminho.

As oportunidades podem ter várias caras. Às vezes elas aparecem como mudanças político-econômicas ou culturais na sociedade. Algumas vezes, são criadas por movimentações de outras empresas. Portanto é importante estar sempre atento a elas.

Análise SWOT - Threats/Ameaças
Threats/Ameaças

Ameaças (Threats)

As ameaças são questões externas que vão influenciar negativamente a empresa. Por exemplo: se um fornecedor decidir elevar o preço, você não tem controle sobre o ponto negativo.

Encarar uma ameaça é semelhante à forma como você deve abordar suas fraquezas. Portanto é necessário sempre procurar soluções para cada obstáculo identificado.

Preenchendo a análise SWOT: passo a passo

A análise SWOT é um processo colaborativo dentro da empresa. Assim se torna muito importante que ele seja feito em conjunto. Entretanto, é sempre importante contar com um organizador.

Passo a passo análise SWOT

A seguir, vamos explicar os passos da realização da análise. Visto que ela vai ser feita com a colaboração de grande parte da empresa, é importante que ao menos o organizador conheça à fundo as áreas da matriz que descrevemos acima.

1. Converse com a equipe

Para que a análise SWOT seja um sucesso, todos devem falar francamente. Isso porque os resultados serão ruins se os funcionários se sentirem censurados ou ameaçados quando disserem o que pensam.

Para que o processo dê certo, a empresa precisa estar aberta a ouvir críticas e problemas. É provável que muitas questões apareçam que não eram conhecidas.

Uma excelente forma de trabalhar a análise SWOT é realizando brainstorms.

2. Defina as vantagens e desvantagens da empresa diante da concorrência

Agora que você reuniu a equipe, é hora de começar a preencher a matriz SWOT. Em primeiro lugar, se foque nas áreas internas da empresa: forças e fraquezas.

Para ter maior facilidade em encontrar as forças e fraquezas, é interessante comparar o negócio com os concorrentes. Isto é o mesmo que verificar quais pontos te colocam à frente ou atrás dos resultados de quem está dentro do mercado.

3. Descubra as ameaças e oportunidades do mercado

Para conseguir traçar as áreas internas, você precisa conversar com funcionários. Já para a parte externa, entra em ação uma pesquisa de mercado. Isso significa tanto analisar as condições do mercado quanto os potenciais clientes.

A sua empresa deve se preparar para as questões externas a ela, como economia, política e sociedade. Isso irá aumentar suas chances de sucesso.

4. Descubra a viabilidade do projeto

Com a análise SWOT feita e a matriz preenchida, é hora de descobrir se o projeto é viável. Não apenas do ponto de vista interno, como numa visão geral sobre os tamanhos das questões positivas e negativas.

Uma boa forma de determinar se um projeto é viável é tentar encontrar soluções para todas as fraquezas e ameaças que o atrapalham. Caso existam questões impossíveis de contornar, ele se torna inviável.

Apesar de nem todos os projetos serem viáveis num primeiro momento, eles sempre podem se manter no radar. Eventualmente, as ameaças ou fraquezas que impediam a realização de algo podem ser superadas. Fique sempre atento a projetos antigos engavetados.

5. Transforme a análise SWOT em estratégia

Com uma análise SWOT realizada e a conclusão de que o projeto é viável, é hora de começar a trabalhar. A princípio, você deve pensar em como aumentar as forças, corrigir as fraquezas, aproveitar as oportunidades e contornar as ameaças.

Esse é o momento onde se faz a interação entre os 4 setores da matriz SWOT. Isso porque as forças podem ser usadas para aproveitar as oportunidades e minimizar as ameaças.

Da mesma forma, é importante fazer a correção de pontos fracos que impediam o aproveitamento de oportunidades e tornavam a empresa vulnerável às ameaças.

Exemplo de Análise

Para efeitos desse exemplo, vamos fingir que você possui uma empresa que organiza viagens turísticas. Atualmente, você trabalha com pacotes para toda a América do Sul. Entretanto, você deseja expandir seus negócios e começar a vender pacotes para a Espanha e a Austrália.

Uma boa forma de comparar ambos os projetos é realizar a análise SWOT de ambos. Vamos realizar esse exercício?

Você chama os colaboradores e descobre o seguinte sobre o projeto de expansão para a Espanha:

  • As forças são o fato de que todos na sua empresa falam espanhol e também uma grande quantidade de clientes cativos;
  • Um ponto fraco é a falta de contatos com fornecedores locais;
  • Uma oportunidade é o fato de que o Real está valorizado em relação ao Euro;
  • A principal ameaça é a dificuldade em conseguir a autorização da Secretaria de Turismo da Espanha para trabalhar no país.

Com isso, você já tem uma base de trabalho. Depois, é hora de fazer o mesmo com o projeto de expansão para a Austrália. Ao conversar com funcionários, descobrimos que:

  • Uma força é o fato de que seus clientes cativos também tem interesse no país e uma grande parte dos fornecedores que você já usa poderiam ser aproveitados;
  • Uma fraqueza é o fato de que poucas pessoas da equipe falam inglês;
  • A oportunidade é o fato do governo australiano estar incentivando o turismo e facilitando vistos de turismo e autorizações para empresas de turismo;
  • A principal ameaça é o fato do dólar australiano estar muito alto.

Comparando as análises

Com as duas análises SWOT em mãos, você consegue ter uma visão mais clara de por onde começar. Apesar das oportunidades apresentadas pelo projeto de pacotes para a Espanha parecer muito bom, as fraquezas e ameaças também são grandes.

Por outro lado, os pacotes para a Austrália apresentam uma ameaça grande, mas contam com oportunidades e forças muito interessantes. Além disso, a principal fraqueza pode ser facilmente contornada com treinamentos e contratações.

No fim, a decisão pode ir para qualquer direção, mas será tomada de forma muito mais informada após a análise.

O próximo passo…

Agora que você entendeu o papel da análise SWOT no seu negócio, é importante seguir em frente no planejamento. Para ter uma ajuda no seu planejamento, comece traçando o plano estratégico no marketing.

Para entender isso ainda melhor, procure entender as etapas do planejamento estratégico.

Professor
Dúvidas
MARCELO SANTOS
MARCELO SANTOS PRO4 meses atrás

Ameaças

Eu não entendi a parte das ameças: como um player pode ter 10 palavras do SEO... Significa que ele "comprou" as 10 palavras e toda vez que buscar essas determinadas palavras-chave virá ele como primeira opção? Obrigado.

Envie sua dúvida

Você deve concluir pelo menos 50% do curso para avaliá-lo.

Exclusivo para Assinantes

Comece Gratuitamente

Crie sua conta Grátis e tenha acesso aos cursos ao vivo e muito mais.

Seja um Assinante

Tenha acesso ilimitado aos cursos, materiais, certificados e muito mais.

Já possui conta? Faça o login.