Fazer uma campanha de conversão no Facebook Ads é uma excelente forma de conseguir novos clientes. Mas conseguir o melhor retorno para seu investimento exige conhecimento em Marketing Digital. Por isso é importante fazer anúncios bem planejados.

Criar uma campanha pode ser complexo sem uma base de conhecimento. Esse artigo vai te ajudar com um passo a passo para fazer anúncio de conversão no Facebook e Instagram. Também explicamos alguns conceitos importantes para a otimização da sua campanha. 

Está esperando o que? Vamos lá!

Reproduzir vídeo
4.0
4/5

(10 avaliações)

Você vai aprender a gerar tráfego qualificado, aumentar a visibilidade de sua marca e vender muito mais usando o todo o poder do Facebook Ads e Instagram Ads.

Passo a passo para uma campanha de conversão no Facebook Ads

Antes mesmo de começar a criar uma campanha de conversão, você precisa saber o que significa este objetivo de campanha. 

Ao fazer uma campanha de conversão no Facebook Ads, você está direcionando esse público ao seu site com objetivo de que ele possa realizar uma ação desejada.

Uma conversão pode ser qualquer tipo de ação. Desde uma venda até algo mais simples, como um registro no seu site. Pode até ser o ato de ligar para o número de telefone da sua empresa.

O que você vai monitorar como conversão é importante. Mas também é importante entender qual etapa da Jornada de Compra está simbolizada naquela conversão. 

Anunciar para um público no Facebook buscando a conversão dele em cadastrado na sua base de assinantes de uma newsletter é parte do topo da jornada. Já uma campanha que busca a conversão de vendas é algo relacionado ao fundo de funil. 

Gerenciador de Negócio e Pixel do Facebook

O primeiro passo de uma campanha é abrir o Gerenciador de Negócios. Isso pode parecer óbvio, mas é comum que algumas pessoas não compreendam que isso é diferente de anunciar diretamente pela Página do Facebook.

A criação de anúncios diretamente pela Página é de acesso comum, para todos os usuários do Facebook. Qualquer página criada pode fazer uso dele. Entretanto, ele tem limitações quanto a quais objetivos podem ser escolhidos. Por exemplo: este modelo não permite usar o objetivo de Conversão.

Para fazer uma campanha de conversão no Facebook Ads é preciso ter acesso ao Gerenciador de Negócios. O cadastro nesta plataforma é simples: basta acessar a página do gerenciador e clicar em “Criar Conta”. Depois é só preencher os dados pedidos.

O Gerenciador de Negócios pode ser usado para fazer anúncios completos tanto de Facebook quanto de Instagram. Também é possível trabalhar com o Messenger, WhatsApp e alguns sites parceiros da rede de anúncios da empresa.

Além do Gerenciador Negócios, você vai precisar de mais uma ferramenta configurada: o pixel do Facebook. Para configurar o seu Pixel, você pode seguir o guia da Central de Ajuda da rede social. 

Como escolher a conversão certa

O primeiro passo na sua campanha de conversão é escolher qual tipo de conversão você está procurando. Para isso, você precisa primeiro ter as conversões personalizadas configuradas.

Isso só é possível se o Pixel do Facebook estiver configurado. Caso isso esteja completo, o próximo passo é abrir o menu do Gerenciador de Negócios, ir em Conversões Personalizadas e começar a cadastrar cada uma delas.

Existem várias conversões possíveis. Na imagem abaixo, você encontra por exemplo um cadastro de conversão para páginas de agradecimento. Isso significa que toda vez que alguém chegar numa dessas páginas, uma conversão será contada.

conversões personalizadas

Esta é uma das formas mais comuns de criar conversões personalizadas: Baseadas na URL: no exemplo acima, toda pessoa que navegar por uma página contendo “obrigado” em seu site será computada como uma conversão. Ex: Todos que passaram pela url: “www.meusite.com.br/obrigado”.

Depois de cadastrada e configurada corretamente a conversão personalizada e inserida na campanha, o Facebook vai começar a rodar sua campanha e buscará otimizar a entrega dos anúncios para pessoas que tenham perfil similar àqueles que estão convertendo inicialmente. Como o Facebook tem muitos dados de seus usuários, esta entrega tende a ser otimizada com o tempo, o que resultará em um maior número de conversões e menor custo por resultado.

É preciso tomar um cuidado: para que este tipo de campanha funcione bem você deve se certificar que criou corretamente a conversão, caso contrário, o Facebook não conseguirá otimizar a entrega e os resultados serão piores.

Oferta do anúncio

Se você estiver fazendo uma conversão direta para um produto, pode fazer uso de uma oferta. Isso funciona muito bem para o convencimento no fundo do Funil de Vendas. Se o cliente está na dúvida entre fechar ou não, você cria uma condição especial que sirva de empurrão definitivo.

Para fazer uma oferta, existem muitas formas:

  • Criar uma página de vendas específica que já leve em conta o valor da oferta;
  • Disponibilizar um cupom de oferta que quando colocada no seu site crie a condição especial para a conversão;
  • Gerar uma planilha de senhas de uso único que limitem o número de pessoas com acesso à oferta.

Independente de qual forma de oferta você escolha, você precisa tomar cuidado com os Termos e Condições. Esse é o embasamento legal da sua oferta. 

oferta

Além disso, você pode limitar até quando a oferta será distribuída

Esse é um tipo de anúncio de conversão que funciona bem para o fundo do funil. Por isso é interessante trabalhá-lo com público personalizado ou público semelhante

Segmentação de Público

A segmentação do público é um assunto sério para qualquer tipo de campanha. Isso é ainda mais verdade em campanhas de conversão.

Acontece que é muito importante entender onde se encaixa o seu anúncio de conversão na Jornada de Compra do seu público. Se você está fazendo um anúncio para converter vendas, então é preciso ter certeza que ele será mostrado a quem está pronto para comprar. Se está tentando converter leads, então coloque boa parte do esforço em anunciar para desconhecidos.

Quando você está decidindo qual tipo de segmentação usar, essas são as opções que precisa pensar:

  • Público Nativo – o Facebook utilizará os próprios dados para selecionar o público ideal da campanha. Funciona melhor para atingir um público que não conhece seu produto;
  • Público Personalizado – é o chamado Remarketing no Facebook: você anuncia para pessoas das quais já tem dados. Funciona melhor para meio e fundo de funil.
  • Público Semelhante – o Facebook usa como fonte original a sua base de leads para gerar um perfil e direciona o anúncio a pessoas de fora dessa base que tenham características semelhantes ao público original.

Se você procura atingir um público no topo do funil, a melhor alternativa é focar no Nativo e no Semelhante. No meio do funil você pode trabalhar com todos os públicos. O fundo do funil também pode vir do público geral, mas é interessante criar um público personalizado de leads já trabalhados para focar no fechamento.

O encaixe do tipo de público e a segmentação em geral dependem muito do seu negócio. Em alguns casos, é importante se focar em uma demografia. Em outros, a posição geográfica é muito importante. Voltamos a discutir isso mais para frente.

Posicionamentos

Chegamos agora num passo que costuma levantar dúvidas: como escolher o posicionamento para sua campanha de conversão no Facebook Ads?

Se você ainda está começando com os anúncios, é interessante fazer alguns anúncios com o posicionamento automático. Isso trará dados sobre quais dos posicionamentos estão dando mais resultado. Em um momento posterior, você pode alterar a campanha ou criar uma nova que se foque nos posicionamentos que deram mais conversão.

posicionamento para campanha de conversão no Facebook Ads

São quatro plataformas de posicionamentos:

  • Facebook – inclui o Feed do Facebook, o Marketplace (exclusivo no Mobile), o Feed de Vídeos, a coluna da direita na navegação por computador, o Facebook Stories, os vídeos in stream (dão play automático durante a rolagem) e os artigos instantâneos;
  • Instagram – inclui o Feed do Instagram, Reels e Stories da mesma plataforma;
  • Audience Network – inclui banners, vídeos com incentivo ou in stream e outras opções em sites parceiros do Facebook, mas fora da rede social;
  • Messenger – incluir a caixa de entrada e os Stories do Messenger. 

Cada uma das opções tem suas vantagens e encaixe próprio com diferentes tipos de negócio. Você também pode selecionar especificamente alguns poucos posicionamentos. Por exemplo: é possível anunciar apenas nos Stories do Facebook e Instagram (ou em apenas um deles). 

Também é possível fazer a própria combinação. Acertar quais são os locais para anúncio dependem de vários fatores: desde o formato do anúncio (vídeo, foto ou outro) até a etapa do funil. 

Por isso é importante testar constantemente seu anúncio de conversão e investir nos posicionamentos onde ele desempenhou mal. Se você não sabe onde anunciar, procure as melhores alternativas através de teste. A ferramenta de teste A/B do Facebook pode te ajudar muito nisso, já que você poderá testar diferentes posicionamentos para entender o que funciona melhor para você. Procure melhorar resultados até notar se os anúncios do Facebook funcionam para sua estratégia.

Definindo o orçamento

O orçamento é uma das partes mais importantes de sua campanha. Nem sempre gastar mais significa atingir mais pessoas. Mais importante para ter as finanças de anúncio organizado é ter os cálculos de Custo por Lead e de Custo por Aquisição de Clientes (CAC). 

orçamento da campanha de conversão no Facebook Ads

Com esses dados, você consegue trabalhar melhor seu planejamento de investimento para esse anúncio. Para isso, use o Controle de Custo, definindo quanto é o seu valor ideal de CAC (caso esteja buscando fechar vendas) ou Custo por Lead (caso a conversão busque aumentar a base de leads).

Um anúncio de um produto pode funcionar bem com um orçamento diário configurado como contínuo. Isso significa que você vai definir quanto quer gastar por dia e esse valor vai ser cobrado até que você mande parar.

O orçamento diário também pode ter data de início e término. Dessa forma você tem uma noção do investimento total da sua campanha. 

Além disso, você pode optar por um orçamento vitalício. Isso significa definir seu investimento total e deixar o Facebook trabalhar até que o valor seja todo usado ou uma data final seja atingida. 

Não esqueça de definir também o Período de Conversão. Isso vai definir o tempo em que o Facebook vai acompanhar os usuários para procurar maximizar o perfil de conversão. 

Se você selecionar “clique em 1 dia”, por exemplo, o Facebook irá procurar sempre se adequar ao perfil de pessoas que clicaram no anúncio e converteram até um dia depois desse clique. 

Melhores práticas para uma campanha de conversão

Uma campanha de conversão no Facebook Ads não tem muitas diferenças em seu design e copywriting em relação aos outros. Basicamente, foque em fazer um vídeo ou imagem que vendam bem a ideia da oferta da conversão.

Isso significa que você precisa deixar claro do que se trata. Se você está vendendo um produto, mostre-o. Se está anunciando um material rico, deixe claro o que ele resolve. Se está oferecendo um serviço, faça um vídeo sobre ele.

Em termos gerais, vídeos podem desempenhar melhor do que imagens, dependendo de seu mercado – isso precisa ser testado anteriormente. Entretanto, o investimento de tempo e dinheiro para fazer um vídeo é maior. Faça um balanço entre as opções antes de decidir quanto investir em produção.

O texto também é importante para seu anúncio de conversão. Isso significa escolher cuidadosamente o título, descrição e Call to Action.

No título, foque na proposta única de valor do que você está anunciando. Se é um serviço, o que ele tem de especial? Se é um produto, o que ele faz que os concorrentes não fazem? Se é um material rico, o que ele resolve para o cliente?

Depois expanda um pouco mais o conceito na descrição do anúncio de conversão. Ele precisa ser conciso, então edite o texto quantas vezes precisar até que ele seja curto o suficiente para aparecer sem expansão.

A Call to Action nos textos dos anúncios precisam ser eficientes com relação a entrega de valor. Procure usar verbos de ação que tem mais a ver com seu produto ou serviço:

  • Assine!
  • Descubra mais!
  • Clique e confira.
  • Peça uma demonstração.

Além disso, o Facebook oferece call to actions padrão que você poderá escolher.

chamada para ação

Foco na campanha de conversão

Existem algumas características da segmentação no Facebook e Instagram do anúncio que precisam levar em conta o seu tipo de negócio.

Por exemplo: se você trabalha com um estabelecimento comercial físico e precisa que o cliente vá até ele para fechar negócios, nesse caso, é importante se preocupar com a localização de quem vê o anúncio.

Na plataforma do Gerenciador de Negócios, é possível definir com precisão onde a pessoa precisa se localizar para receber a impressão.

Outro exemplo de relevância é o foco em leads. Se o seu negócio trabalha com a venda de serviços ou tem uma jornada mais longa que precisa atingir leads, então é importante acertar o perfil do público

Uma forma de acertar o perfil com mais clareza é usar usar sua base de leads como origem de um perfil. Isso acontece através do Público Semelhante. Mas mesmo dentro desse perfil ou do Público Personalizado é preciso acertar uma segmentação.

A melhor forma de conseguir encontrar o foco certo para sua conversão é através de testes. Altere um detalhe por vez de cada anúncio e veja como a mudança impacta os resultados.

Usando o Criativo Dinâmico

O Criativo Dinâmico é uma ferramenta muito interessante para melhorar os resultados da campanha. Fazer uso dela exige um pouco de trabalho de design, mas os resultados compensam.

Basicamente, o Criativo Dinâmico é sinônimo de dar opções ao Facebook com relação a título do anúncio, descrição, imagem ou vídeo, Call to Actions e tudo mais relacionado ao que será visualizado. 

criativo dinâmico

O algoritmo do Facebook irá então embaralhar essas opções para gerar diversos anúncios e verificar quais combinações trazem mais resultados. Depois de definir quais versões do anúncio trazem mais resultado, ele passa a entregar aquelas opções como prioritária.

O Criativo Dinâmico vai ajudar a melhorar o desempenho do seu anúncio. Ele também pode ser usado com vários objetivos de campanha. Para que ele dê melhores resultados, é importante fazer uma campanha um pouco mais longa, dando tempo para a otimização da entrega. 

Se você precisar de ajuda para o criativo dinâmico, pode baixar nosso Checklist de Facebook Ads. Nele você encontra um passo a passo do criativo e também para outros usos do Gerenciador de Negócios.

Campanha de conversão exige estudo

Fazer uma campanha de conversão no Facebook Ads não é uma tarefa simples. Existem muitas variáveis e opções e nenhuma fórmula mágica do sucesso. Existe a necessidade de fazer testes na campanha e pesquisar o seu mercado para chegar num resultado eficiente. 

Além disso, Facebook e Instagram Ads passam por constantes mudanças. Isso acontece tanto por decisões empresariais quanto por mudanças do comportamento do consumidor. É preciso estar sempre atualizado.

Por isso, como muitos assuntos no marketing digital, o sucesso de um anúncio de conversão depende dos seus estudos. Esse é um assunto, ainda por cima, que exige conhecimentos em algumas áreas: anúncios, mídias sociais, planejamento. 

Encontrar todos os conhecimentos necessários em um só lugar é complexo. Uma das raras opções onde você pode aprender tudo que precisa sobre Marketing Digital e para se manter atualizado é no Plano PRO da Mirago. Conheça lá o nosso Curso de Facebook Ads e Instagram Ads e também nosso Curso de Instagram Marketing.

Ludy Amano

Fundador da Mirago, atuou como consultor de marketing digital por muitos anos. Formado em comunicação social pela ESPM, já ministrou aulas em instituições como BSP, Trevisan Escola de Negócios e Escola São Paulo. Atualmente se dedica a inovação na educação do mercado digital.