Capitalismo Estético

São muito criativas as ferramentas usadas pelo sistema capitalista e, sobretudo, pelas marcas para atingir nós consumidores. Duas falas deles me chamaram muito a atenção para compreender algumas lógicas atuais do consumo, relacionado com o mundo digital. Hoje em dia, há uma predominância estética na lógica do capitalismo. Steve JObs não é um designer, era um artista. Hoje em dia não contratamos um jardineiro, e sim um artista-paisagista. E por aí vai.

Este artigo faz parte do Curso Branding – Formação de Estrategistas de Marca. Para se aprofundar no tema, acesse a página do curso.

Conheça o curso
Professor
Dúvidas

Nenhuma dúvida sobre essa aula foi postada ainda.

Envie sua dúvida

Você deve concluir pelo menos 50% do curso para avaliá-lo.

Exclusivo para Assinantes

Comece Gratuitamente

Crie sua conta Grátis e tenha acesso aos cursos ao vivo e muito mais.

Seja um Assinante

Tenha acesso ilimitado aos cursos, materiais, certificados e muito mais.

Utilizamos seus dados para oferecer uma experiência mais relevante ao analisar e personalizar conteúdos e anúncios em nossa plataforma e em serviços de terceiros. Ao navegar pelo site, você autoriza a Mirago a coletar estes dados e utiliza-los para estes fins. Consulte nossa Política de Privacidade em caso de dúvidas.