Acesse esse conteúdo GRATUITAMENTE Já possui uma conta?

E-mail Marketing: como funciona e como fazer?

A estratégia que traz um dos melhores retornos sobre o investimento: o e-mail marketing. Saiba como utilizá-lo e o que fazer para ter sucesso com esse tipo de estratégia.

A estratégia que traz um dos melhores retornos sobre o investimento: o e-mail marketing. Saiba como utilizá-lo e o que fazer para ter sucesso com esse tipo de estratégia.

Mitos e frases

Há muitas frases propagadas no segmento de marketing em relação ao e-mail que não condiz com a verdade, às quais devemos desmistificar.

É o caso de:

  • “Ninguém mais abre e-mail marketing”;
  • “Tentei, mas não dá resultado”
  • “Isso é coisa do passado”

Na verdade, o e-mail marketing funciona muito bem, dá um ótimo retorno e se, comparado com demais ferramentas, tem um custo baixo e acessível. Para se ter uma ideia, é muito difícil uma outra estratégia bater o ROI de um e-mail marketing.

Porém, para que ele funcione, ele deve ser bem feito, seguindo alguns trâmites básicos que veremos a seguir.

E-mail marketing: como funciona?

Quantidade x Qualidade

O maior dilema sobre como fazer e-mail marketing, que costuma pairar em boa parte das empresas, diz respeito à relação quantidade x qualidade. O que é melhor em uma estratégia de e-mail marketing?

Uma lista de mailing gigantesca, ou uma lista mais restrita, mas com melhor qualidade, ou seja, pessoas que estão engajadas com sua empresa e com o conteúdo que sua marca tem a oferecer?

Não tenha dúvidas: a qualidade dos contatos de e-mail deve ser prioridade, afinal, não é interessante gastar dinheiro com um conteúdo que a maior parte de seu mailing ( no caso de priorizar primeiro a quantidade), não vai abrir.

Tenha o foco em construir uma lista de qualidade, para depois, com o tempo, ir ampliando a quantidade, de maneira natural e gradativa.

E-mail marketing dá resultado, mas dá trabalho e requer tempo. Recorrer a métodos como o “jeitinho brasileiro” do SPAM, comprando CD’s com listas gigantescas de e-mail, certamente colocará a reputação de sua empresa no lixo, pondo tudo a perder. Nada de atalhos, ok?

Tenha em mente de que o conceito básico do e-mail marketing é a reputação. É exatamente a reputação do seu e-mail que vai definir se ele vai para a caixa de entrada do seu cliente ou cliente em potencial, ou se ele vai para a caixa de SPAM.

Quando se compra listas de e-mails e dispara-se e-mail marketing para pessoas que sequer sabem de sua existência, uma série de prejuízos passam a ocorrer, prejudicando a reputação da empresa nos meios digitais.

Pense sempre que as pessoas jamais irão se cadastrar em seu mailing sem receber algo de valor em troca. Um material de conteúdo relevante e rico. Pode ser um e-book, uma palestra online, webinars, eventos presenciais, enfim, você deverá criar estratégias de conteúdo para captar e-mails para sua lista.

Como fazer e-mail marketing: exemplos

Quando se trata de e-mail marketing, estamos nos referindo a uma estratégia baseada no chamado marketing de permissão. A ideia é simples: você precisa que as pessoas te deem permissão para que você envie o seu conteúdo para elas. Ou seja, você oferece algo em troca da inscrição do potencial cliente, em seu mailing.

Realizar o marketing de permissão implica no trabalho de seus contatos. Podemos definir estes contatos da seguinte forma:

  • Contatos Opt-in: pessoas que entraram no seu site e que s cadastram na newsletter para receber os conteúdos.
  • Soft Opt-in: é um contato que assinou o seu formulário, por exemplo, mas que não ficou claro para ele que receberia e-mails. De qualquer forma, ele entrou em contato com sua empresa, antes que você enviasse algum material para ele;
  • Double Opt-in: trata-se de um contato que clica no formulário do seu site, e efetua o cadastro. Depois disso, ele recebe outro e-mail, para confirmar se, de fato, foi ele mesmo que efetuou este cadastro. Caso ele confirme no link de confirmação, ele passa a fazer parte do seu mailing. Como este processo ocorre em 2 etapas, e solicita duas ações do contato, ele é denominado double, ou seja, dois- duas vezes. Trata-se de um contato de extremo valor em seu mailing, pois ele está de fato, engajado a receber o seu conteúdo;
  • Opt-out: é o contato que permite a opção de deixar de receber os e-mails. Ele deve possuir ao menos 2 formatos. Um deles costuma ser um link, no final do e-mail, permitindo sair do mailing. Outro canal de descadastramento pode ser a solicitação do envio de um e-mail.

Atenção: a segunda forma de Opt-out não pode ser um link. Pode ser e-mail, telefone, caixa postal, etc.

Entendendo o processo do e-mail marketing

O processo se inicia na compreensão das chamadas boas práticas (não comprar mailings, não praticar SPAM), etc.

Posteriormente, a criação do template, com a identidade visual da empresa (cabeçalho, rodapé, logo, etc.).

Na sequência, tem em mente que a base de sua lista de contatos deve ser segmentada. Não se deve enviar todas os conteúdos para todos os contatos, mas sim, selecionar por assuntos quais conteúdos são de interesse dos seus contatos.

Um exemplo: suponha que você fará um evento na região nordeste, e você dispara e-mails para contatos da região sudeste. A probabilidade desta pessoa comparecer é bem pequena, não é verdade?

O ideal é segmentar o envio para os contatos da região onde ocorrerá o evento. Caso você envie constantemente conteúdos que não interessem ao contato, ele passará a não abrir mais os e-mails, compreende?

Para segmentar de forma mais relevante, é preciso criar um formulário com perguntas que te tragam informações como idade, gênero, estado/cidade, etc.

Priorize apenas informações imprescindíveis, ok?

Após a segmentação, realiza-se o disparo dos e-mails. Mas o trabalho com o e-mail marketing não se encerra nesta etapa. Depois do disparo, é preciso realizar a mensuração.

Ou seja, é preciso analisar o retorno do disparo deste e-mail. Por exemplo, a taxa de abertura foi boa? Qual a porcentagem de abertura? Qual a taxa de rejeição? Isso é importante para que no próximo disparo seja possível melhorar, trabalhar as falhas, ressaltar o que deu certo, etc.

A ideia é sempre procurar melhor os resultados obtidos com o e-mail marketing.

Jansen Santana
Jansen Santana4 semanas atrás

E-mail Marketing X WhatsApp

Olá, Levando em consideração o que foi explicado referente as vantagens do e-mail o whatsApp pode entra na estratégia como uma ferramenta com função similar?

Sophia Stella Bassi4 meses atrás

Email marketing

Olá. Eu tenho uma dúvida sobre E-mail Marketing: Já trabalhei com texto somente na imagem. No vídeo você diz que é melhor equilibrar. Em quais circunstâncias eu posso usar texto somente na imagem ou nenhum texto na imagem (só no corpo do email)?

Envie sua dúvida

  • [CAPEM] Código de Autorregulamentação para a Prática de E-mail Marketing