Você utiliza o Google Analytics (GA) para monitorar as métricas das suas ações de Marketing Digital? Se a resposta for sim, ótimo! Já se a resposta for não, e você não sabe do que se trata, não se preocupe! Neste artigo, nós vamos acabar com todas as suas dúvidas sobre essa plataforma. 

O Google Analytics, além de ser uma excelente ferramenta para análise de dados, auxilia a sua marca ou a do seu cliente a entender quais são os pontos de melhorias e o que você precisa manter para que as ações planejadas tenham sucesso. 

Continue lendo este artigo e descubra as características e vantagens de utilizar essa ferramenta para manter e conquistar melhores resultados para o seu negócio.

Reproduzir vídeo
4.8
4.8/5

(13 avaliações)

Domine essa ferramenta fundamental para otimizar uma estratégia de Marketing Digital: o Google Analytics.

O que é Google Analytics?

O Google Analytics é uma plataforma de monitoramento e análise de sites, disponibilizada gratuitamente pelo Google, a fim de coletar dados de acesso, comportamento e navegação, por meio de códigos de rastreamentos. 

Com esses dados, é possível criar diferentes relatórios com todas as métricas, para auxiliar na otimização de páginas, realização de testes e tomadas de decisões no seu negócio, tendo como principal objetivo a melhoria dos resultados e acompanhamento profundo das ações realizadas. 

Ele se enquadra a outros serviços do Google, como o Ads e Search Console, que também contribuem para uma análise mais minuciosa dos sites, como o número de conversões, páginas acessadas e as localizações que a maioria dos usuários estão presentes. 

A primeira versão do Google Analytics foi lançada em 2005 e hoje encontra-se na quarta geração, também conhecida como GA4. 

No Google Analytics, além de todas as funções que ele fornece, que já citamos acima, ele ainda oferece diversos recursos capazes de auxiliar em todas as etapas de gerenciamento do seu site e, no caso de um e-commerce, nas etapas de compras do consumidor. 

Entre os principais recursos disponibilizados pelo GA estão:

  • verificar o número de visitantes, se estão lá pela primeira vez ou se retornaram;
  • entender o comportamento dos visitantes do seu site, por meio das páginas que eles estão visitando;
  • conhecer as origens de tráfego, ou seja, de onde estão vindo os acessos que chegam ao site;
  • analisar as metas do site que foram atingidas, quando corretamente configurada pelos profissionais de marketing;
  • identificar as taxa de conversão das ações de marketing executadas;
  • saber quais as campanhas de marketing que proporcionam melhor resultado;
  • entender quais ações nas suas redes sociais que te trazem maior retorno de investimento;
  • compreender como anda o desempenho de seu e-commerce, caso tenha.  

Com todas essas informações em mãos, ficará mais fácil analisar quais são os resultados obtidos e o que precisa ser feito de maneira mais assertiva para trazer melhor performance. 

Por que usar Google Analytics?

O Google Analytics é uma ferramenta “obrigatória” de se ter hoje em dia. Isso porque é por meio dela que você poderá ter mais objetividade nas suas campanhas de Marketing Digital, além de entender como está o desempenho do seu site. 

Apesar do mercado ter um vasto número de plataforma e aplicativos excelentes para o monitoramento das suas campanhas, sendo indispensáveis também, o GA merece uma atenção especial, sendo como se fosse o “pai de todos”, pois possui uma solução completa para o seu problema. 

Inclusive, é um serviço gratuito, onde você não pagará nada para utilizá-lo e, ainda assim, terá informações privilegiadas sobre as suas ações e uma ótima base para tomar decisões mais assertivas dentro da sua campanha. 

Além disso, o Google Analytics não se limita a monitorar somente os dados do seu site, mas sim de todos os meios de contatos da sua campanha, como as mídias sociais, desde que sejam configuradas corretamente. 

Então, vamos entender mais profundamente cada uma das vantagens oferecidas pelo GA? Veja a seguir:

Saber a origem das visitas

Conhecer a origem das visitas do seu site é uma excelente maneira de otimizar seus esforços de marketing, tomando decisões mais assertivas e baseada em dados, evitando “achismos”. 

É por meio desses dados que você poderá otimizar as suas campanhas e direcionar as estratégias de conteúdo para o público certo, nas mídias que eles mais utilizam.

Saber de onde estão vindo os seus visitantes, possibilita que você otimize os investimentos naquilo que está trazendo melhor retorno, bem como descontinue ou mesmo reduza o esforço em outros canais menos atraentes. Esse alinhamento deve estar claro para toda a equipe de marketing bem como para a alta gestão.

Além disso, ao compreender a fundo suas origens de tráfego isso permitirá realizar o alinhamento dos criativos, além de entender em qual etapa da jornada do consumidor esses usuários estão. Por exemplo: se muito de seu tráfego atual vem do Google Ads atualmente, você pode fazer um esforço para melhorar ainda mais essa importante fonte de tráfego e mapear os pontos da jornada de compra de seu consumidor para criar anúncios em suas diferentes etapas. Sendo assim, aumentará as chances de conversões e melhor retorno do investimento.

Uma outra informação importante que o Google Analytics mostra se refere ao tipo de dispositivo que estão vindo as suas visitas. Por exemplo, se a maior parte dos usuários que acessam o seu site estiverem sendo por meio de um desktop, a possibilidade de que esses usuários sejam de empresas é bem grande. 

Cabe uma análise bem aprofundada desses visitantes ao longo do tempo para aumentar suas chances de êxito em suas estratégias de marketing. 

Conhecer o perfil dos visitantes

Saber o perfil dos visitantes que acessam o seu site ou landing pages é de extrema importância para entender melhor sobre sua persona, além de personalizar os seus criativos e direcioná-los para as pessoas certas.

Mas é claro, antes de mais nada, é fundamental que você analise bem esses perfis para entender se esses são o público ideal para o seu negócio, certo? 

As informações dos visitantes fornecidas pelo Google Analytics, auxiliam também na criação da buyer persona, uma representação fictícia do seu público que a empresa mais se identifica e que tem a maior possibilidade de conversão, dependendo do segmento e produto ou serviço oferecido pela marca. 

Entre os dados obtidos pelo GA estão os demográficos e geográficos, veja abaixo:

 Demográfico:

  • faixa etária;
  • localização;
  • sexo;
  • idioma;
  • entre outros. 

Comportamentais:

  • interesses (categorias de afinidade);
  • dispositivo de acesso (desktop, mobile, tablet);
  • usuários novos x recorrentes;
  • engajamento

Essas informações são indispensáveis no momento de criar uma campanha segmentada e personalizada, a fim de criar um relacionamento mais próximo com o prospect/cliente, entregando diretamente o que ele precisa e aumentando as chances de conversões. 

Descobrir os canais que mais convertem

Quem aí não tem interesse em saber quais são os canais que mais convertem nas suas campanhas? Principalmente, se você utiliza quase todos os meios possíveis para tentar atrair os usuários, como o site, as redes sociais, e-mail, tráfego pago e SEO, por exemplo. 

Para isso, é possível realizar os testes A/B, você sabe o que é isso? Esse recurso era disponibilizado pelo GA até 2019 e tinha a capacidade de medir a eficiência de uma página, criativo ou canais, a fim de entender qual deles tinha mais conversões. 

Bem, não é possível fazer os experimentos diretamente no GA, mas você pode utilizar o Google Optimize e realizar a integração entre as duas ferramentas.

Os tráfegos são divididos em duas versões de cada um dos fatores listados acima, uma atual e uma desafiante modificada, com o objetivo de entender a maior taxa de conversão e performance delas. 

Entre os principais pontos que podem ser avaliados em um teste A/B estão:

  • títulos;
  • CTAs;
  • imagens;
  • URLs;
  • formulários;
  • variações de cores;
  • entre outros. 

Com esses testes, você poderá avaliar qual teve maior taxa de cliques, engajamentos e, consequentemente, conversões. 

Identificar os conteúdos com melhor desempenho

Nos relatórios do GA, também é possível identificar os conteúdos com melhor desempenho no blog, por exemplo. 

Por meio de filtro dentro do Google Analytics, você poderá analisar quais são os artigos que mais estão performando dentro do seu blog, dependendo dos parâmetros que você preferir, como tráfego, permanência dentro da página ou conversão. 

Com esses dados, você poderá investir em estratégias segmentadas para cada um desses conteúdos, a fim de aumentar esses resultados, como:

  • otimizar para trazer ainda visitas;
  • divulgar nas redes sociais para ter mais tráfego;
  • aumentar o número de linkagens internas para ajudar na jornada dentro do blog;
  • inserir CTA direcionando os leitores para outras páginas do sites. 

Diante disso, o GA é uma excelente opção para quem está iniciando no Marketing de Conteúdo e quem entender com mais clareza como estão indo os artigos produzidos. 

Descobrir a velocidade de carregamento

Não tem nada mais chato do que entrar em um site e ele demorar para carregar as páginas, não é mesmo? Mas isso é um problema muito comum e que ocorre por diversos motivos. 

No entanto, para evitar que a situação aconteça, é fundamental que você monitore com frequência o tempo de carregamento das páginas, para entender se os resultados em conversão podem estar sendo impactados por esse fator. 

Com o Google Analytics isso é possível, por meio da opção Comportamento > Velocidade do Site. Sim, é bem verdade que o Google disponibiliza uma ferramenta própria para esse tipo de otimização, o PageSpeed Insights, mas sem ele também é possível acessar boa parte desses dados no próprio Google Analytics e ainda calcular a média de um período.

Diante disso, é possível prever possíveis alterações no tempo de carregamento e evitar que as pessoas deixem de acessar as páginas do seu site, por estar demorando muito tempo para carregar. 

Quais são as principais seções e métricas do Google Analytics?

Agora que você já sabe qual a importância do Google Analytics e as principais vantagens de utilizar essa ferramenta nas suas estratégias de Marketing, chegou o  momento de conhecer quais são as principais seções e métricas a serem analisadas. 

Seções do Google Analytics

Veja a seguir as principais seções do GA e para o que elas servem:

  • tempo real: nesta seção é possível identificar o perfil dos usuários que estão acessando o seu site no exato momento. 
  • público-alvo: são grupos de usuários que acessam seu site e suas principais informações demográficas, geográficas e de interesse;
  • aquisição: é possível analisar de forma clara quais canais geram mais tráfego/conversões no site;
  • comportamento: ele auxilia no entendimento do comportamento de seus usuários, como eles interagem com seu site e a criar um funil de conversão para seu site;
  • conversões: compreende quais são as páginas que estão convertendo mais, ajudando no monitoramento e acompanhamento das metas. 

Métricas do Google Analytics

Veja a seguir as principais métricas do GA: 

  • número de visitantes: é importante lembrar que um visitante pode visitar o seu site várias vezes dentro de um período ou iniciar sua navegação por meio de diferentes canais;
  • número de hits: qualquer interação de um visitante com o seu site, começa com um hit. Sempre que um visitante acessar alguma página com o código de acompanhamento instalado, um novo hit é recebido pelo Google Analytics;
  • número de sessões: uma sessão pode ser entendida como um conjunto de hits gerados por um visitante ao navegar.
  • taxa de rejeição: também chamada de bounce rate, está relacionada a uma métrica gerada quando a navegação não ultrapassa uma página do site;
  • duração das sessões: com base nos hits, o GA determina o tempo gasto pela interação do visitante no site;
  • canais de tráfego: maneiras que o visitante pode acessar a sua página, como digitar diretamente a URL, redes sociais, e-mail, Google Ads, Facebook Ads, Instagram Ads;
  • novos usuários: novos visitantes que nunca haviam acessado o seu site antes;
  • páginas mais acessadas: lista das páginas que tiverem mais tráfego no seu site;
  • ticket médio: a receita dividida pelo total de transações para entender se as conversões estão trazendo o retorno do investimento nas campanhas.

Concluindo

Com todas essas informações em mãos, você terá uma gama de possibilidades para melhorar o desempenho das suas estratégias de marketing digital e evitar que possíveis retrabalhos aconteçam. 

É de extrema importância que essas métricas sejam analisadas profundamente para auxiliar na tomada de decisões, contribuindo para a melhora nos resultados. 

Percebeu que o Google Analytics é indispensável nas suas estratégias de Marketing Digital? Então, não deixe de utilizá-los, para tornar as suas campanhas um sucesso!

Para entender melhor como funciona a instalação e mais detalhes sobre o Google Analytics, faça o curso de Google Analytics da Mirago. Comece agora mesmo!

Ludy Amano

Fundador da Mirago, atuou como consultor de marketing digital por muitos anos. Formado em comunicação social pela ESPM, já ministrou aulas em instituições como BSP, Trevisan Escola de Negócios e Escola São Paulo. Atualmente se dedica a inovação na educação do mercado digital.