Políticas do Google Ads

Aula Exclusiva para Assinantes Conheça os Planos Já é assinante?
Conheça as políticas do Google Ads, que você deve respeitar para que sua conta não seja suspensa ou excluída.

Conhecer as Políticas do Google Ads é muito importante. Não só porque seus anúncios podem acabar recusados, mas também porque você pode ter sua conta banida.

Este artigo faz parte do Curso Google Ads – Rede de Pesquisa. Para se aprofundar no tema, acesse a página do curso.

As regras do Google Ads são essenciais para que todos os anunciantes continuem a ter resultados positivos. Estas são regras aplicadas pelo Google para que o público tenha segurança ao clicar num link e sinta-se menos invadido pelos anunciantes.

Porque respeitar as Políticas do Google Ads

O Google Ads leva a sério suas regras. Se você não respeitá-las, pode perder desde o seu anúncio ou sua campanha, ou até mesmo chegar ao limite de não poder mais anunciar.

As políticas são divididas em quatro grupos, que facilitam seu entendimento. Afinal, entender porque não se deve fazer algo é tão importante quanto respeitar aquela regra.

Conhecendo as Políticas do Google Ads

Ao conhecer as regras que o Google Ads estabelece para anúncios, é importante entender porque elas foram criadas. Isso porque é muito mais fácil lembrar de uma política da qual você entendeu a origem.

Abaixo, dividimos as políticas do Google Ads em quatro grupos básicos que ajudam a compreender suas origens. Dentro da cada um dos tópicos, nós detalhamos o que pode ou não ser feito.

Conteúdo Proibido

O conteúdo proibido é aquele que não pode ser anunciado de forma alguma no Google Ads. Estas políticas dizem respeito a tópicos ilegais ou que desrespeitam a integridade de pessoas e empresas.

Em primeiro lugar, o Google proíbe o anúncio de itens falsificados. Isto está ligado ao fato de que o Google deseja criar um ambiente de segurança para as compras de seus usuários.

Caso o Google permitisse que itens falsificados fossem anunciados, as pessoas deixariam de confiar em anúncios e evitariam clicar neles!

O Google também proíbe anúncios de produtos ou serviços perigosos. Por perigosos, você pode entender tudo que pode ferir a integridade de quem decidir comprar o que está anunciado.

Entre os produtos considerados perigosos estão drogas, armas, material explosivo e produtos de tabaco, além de serviços que podem atrapalhar a saúde das pessoas.

As políticas do Google Ads também proíbem anúncios que permitem comportamento desonesto. Por exemplo: documentos falsificados podem ser usados com intenções criminais. Outro exemplo muito forte está nos serviços de violação de softwares ou na contratação de hackers com intenções criminais.

O Google Ads também proíbe anúncios com conteúdo inadequado. Isto diz respeito a imagens, texto e títulos que estimulam comportamentos como bullying, racismo, extorsão, entre outros. Linguagem obscena também é enquadrada como parte desta proibição.

Práticas Probidas

Esta é a parte das políticas que restringe o uso dos serviços do próprio Google Ads. Portanto, enquadram-se nelas usos que fogem do que o Google intende para sua plataforma e anúncios.

A primeira proibição é a de se fazer uso inapropriado da rede de anúncios. Isso porque a intenção do Google é que o serviço de anúncios seja usado para que produtos e serviços cheguem até quem precisa deles.

Qualquer coisa que fuja do uso adequado do Google Ads é enquadrado nessa regra. Por exemplo: usar técnicas de cloaking para ocultar o destino real de um anúncio, utilizar os anúncios exclusivamente para ganhar apoio do público nas redes sociais ou promoção de conteúdo com malware.

Caso seu site seja hackeado e um invasor mal intencionado coloque um malware nas suas páginas, você pode acabar perdendo o direito de anunciar. Para reverter isto, é preciso limpar o site e comprovar a recuperação da segurança através de protocolos.

Outra prática proibida é a coleta de dados com intenção negativa ou descuidada. Esta regra restringe, por exemplo, que você recolha informações de cartão de crédito em um servidor sem segurança.

O Google também usa esta política para limitar o uso das informações que você recolhe em seu site. Isto que dizer que práticas como vazar dados do público serão punidas. Principalmente se as informações sensibilizarem o usuário contra fraudes, como RG ou CPF.

Por fim, o Google proíbe a prática de anúncios com declarações falsas. Em outras palavras: propaganda enganosa. Encobrir detalhes da cobrança para que o cliente feche sem saber do valor final do produto é o uso mais comum desta prática, mas existem outras.

Conteúdos e Recursos Restritos

Os conteúdos e recursos restritos não estão completamente proibidos pelas políticas do Google Ads. Entretanto, existe uma sensibilidade envolvida no fato deles serem anunciados, principalmente devido a relações com mercados menos aceitos socialmente.

Um dos conteúdos restritos para anúncio é o chamado Conteúdo Adulto. É importante não segmentar menores de idade e seguir uma série de regras específicas do Google para estes anúncios.

Álcool é outro tópico que precisa ser abordado com cuidado no conteúdo. É preciso respeitar as leis nacionais das localizações onde os anúncios estão sendo feitos.

Outro assunto importante desta política são os Direitos Autorais. Isto mesmo: criar anúncios utilizando material autoral pertencente a terceiros sem uma autorização é um caminho rápido para ser bloqueado no Google Ads. Da mesma forma, é importante respeitar as Marcas Registradas.

Outro tópico que precisa respeitar as leis vigentes são os Jogos de Azar. Cada país, estado ou cidade pode ter regras específicas não apenas sobre a legalidade destes jogos como também para sua publicidade.

Da mesma forma, existem regras específicas sobre a publicidade de produtos de Saúde e Medicamentos e também Conteúdo Político. É importante observar as leis vigentes nas geolocalizações onde os anúncios serão veiculados.

Apesar de não contarem com muitas restrições publicitárias pelo mundo, os Serviços Financeiros também contam com políticas de restrição no Google Ads. Isto porque o Google quer ter a certeza de que o público atingido por estes anúncios tem todas as informações necessárias antes de entregar o dinheiro para ser cuidado por terceiros.

Da mesma forma como descrito acima, outros produtos podem ter regras nacionais ou estaduais específicas sobre a publicidade. Se for o caso, é preciso observá-las antes de anunciar no Google Ads.

Requisitos editoriais e técnicos

Esta é a lista de políticas que fala sobre a forma como o Google preza de que os anúncios tenham uma qualidade estética e não incomodem o cotidiano do público.

Os requisitos começam pelas questões Editoriais. Isto vai desde a restrição ao uso intensivo de pontuação, exclamações, anúncios muito genéricos (“Compre produtos aqui”) e outras questões que podem indicar pouca relevância ou trazer muito incômodo.

Em seguida, temos Requisitos de Destino. Estas políticas falam da qualidade das páginas de destino. Por exemplo: você não pode anunciar uma página de destino que ainda está em construção ou que não se adequam aos navegadores mais usados.

Além disso, temos as especificações de anúncios, que exigem que as imagens e textos anunciados respeitem limites fixos por motivos estéticos.

Por fim, temos uma série de requisitos técnicos. Estes são raros de aparecer e complexos de entender, mas caso o Google Ads os indique, é interessante dar uma olhada na lista de requisitos técnicos para descobrir como solucionar o problema.

Depois de aprender as políticas do Google Ads…

Agora que você conhece as políticas, pode criar anúncios do Google Ads sem medo de ser barrado.

Também é muito importante conhecer as métricas mais importantes do Google Ads para conseguir otimizar seus anúncios.

Professor

Daniel Galvão

Consultor de marketing digital, fundador da CRP Mango. Publicitário pós graduado em marketing e graduando em Marketing Digital na Universidade de Urbana Illinois, palestrante, professor de Pós Graduação SENAC e FEI e Empreteco. Atuante no mercado digital há mais de 12 anos, especialista em comunicação e mídias digitais. Atende clientes como: Under Armour, Rai, AO5, Molotov, Aquatro, Prós, Informamidia, Swarovski, Dow Química, Sodexo, Ticket, Governo Espirito Santo, Detran, Setur e UOL. Foco profissional e objetos de estudo: Marketing Digital, Comunicação, Mídias Digitais e Redes Sociais, Publicidade Online e Comportamento.
O curso

Curso Google Ads – Rede de Pesquisa

Entenda como Utilizar a Rede de Pesquisa do Google Ads para gerar mais Tráfego, Conversões e Vendas. Melhore a Performance das suas Campanhas. Inscreva Já!
Dúvidas

Nenhuma dúvida sobre essa aula foi postada ainda.

Envie sua dúvida

Exclusivo para Assinantes

Comece Gratuitamente

Crie sua conta Grátis e tenha acesso aos cursos ao vivo e muito mais.

Seja um Assinante

Tenha acesso ilimitado aos cursos, materiais, certificados e muito mais.

Já possui conta? Faça o login.