Depois de enfrentar críticas sobre uma ferramenta que permite aos anunciantes comprarem um anúncio e optar por excluir certas “afinidades étnicas” , o Facebook anunciou que vai proibir o uso de filtros raciais e étnicas em alguns casos. Ao invés de eliminar a opção inteiramente, a suspensão afeta apenas os segmentos em que certos grupos historicamente têm sido objecto de discriminação injusta -habitação, emprego, e a concessão de crédito.

Veja a declaração do Facebook:

“Vamos desativar o uso do marketing de afinidade étnica para anúncios que identificamos como oferecendo moradia, emprego ou crédito, disse Erin Egan, vice-presidente do Facebook de políticas públicas e diretor de privacidade chefe, em um post de blog . “Há muitos usos não-discriminatórias de nossa solução de afinidade étnica nessas áreas, mas nós decidimos que nós podemos melhor proteger contra a discriminação, suspendendo estes tipos de anúncios. Para identificar anúncios problemáticos, usaremos o mesmo processo de revisão que usamos atualmente para combater a discriminação. Também vamos oferecer “materiais educacionais” para ajudar os anunciantes a aderirem às novas medidas.

Na esteira das notícias, o Departamento de Habitação e Desenvolvimento Urbano, que aplica as leis de habitação anti-discriminação expressa “sérias preocupações” sobre a revelação. O Facebook disse em seu blog que participou em discussões com o procurador-geral do Estado de Nova York, Eric Schneiderman, o Congressional Black Caucus, o Congressional Hispanic Caucus, e outros também ajudaram a chegar a essa decisão.

Inicialmente, a gigante da mídia social tinha negado que a disposição “afinidade étnica” era discriminatória. Quando questionado pela ProPublica sobre por que a categoria reside na seção “demografia”, o Facebook respondeu que planeja mover a categoria para outra seção, mas não disse que iria eliminá-la.

E você, acredita que esse tipo de segmentação, sem levar em consideração o teor discriminatório, possa ter algum impacto em campanhas de marcas? Deixe um comentário com sua opinião.