A página de Facebook do seu negócio é uma vitrine moderna. E como toda boa vitrine, ela precisa chamar a atenção e ajudar seus possíveis clientes a entender sobre seus produtos. Isso significa tomar cuidado com algumas questões importantes.

Para te ajudar a melhorar a página de Facebook do seu negócio ou do seu cliente, nós separamos nesse artigo alguns pontos relevantes sobre como fazer ela funcionar.

Confere com a gente!

Porque ter uma página de Facebook?

Para começo de conversa, é importante ressaltar uma coisa: página de Facebook é o caminho certo para comunicar sobre seu negócio. Isso significa que a prática, já ultrapassada, de ter um perfil pessoal com o nome do negócio deve ser evitada.

Para começo de conversa, é preciso ter uma página e não um perfil para o negócio por um motivo simples: a página não exige a aprovação de cada um interessado em seguir. Assim você poupa seu tempo conforme o crescimento do alcance aumentar.

Outro motivo é: a política do Facebook é que os negócios tenham páginas. Se ele encontrar seu perfil com caráter comercial, você corre o risco de ter a conta apagada e perder todo seu progresso!

Passo a passo da página de Facebook

Confira agora os oito pontos que a sua página de negócios precisa levar em consideração.

1. Cuidado com o nome da página

O principal aqui é ser reconhecível. A página de Facebook deve ter o nome o mais próximo possível do seu negócio e de uma forma que não crie confusões. Isso pode até parecer óbvio, mas existe um obstáculo: o nome pode já estar ocupado.

Nesse caso, é importante não alterar a grafia do nome do negócio apenas para ter um bom endereço do Facebook. O ideal é estender o nome com uma continuação que explique o que o negócio faz. Por exemplo: Arroz Doce Doceria.

2. Foque no Sobre

A parte do “Sobre” no seu negócio é essencial. É nele que os potenciais clientes vão buscar informações em primeiro lugar sobre o seu negócio. Por isso é importante informar tudo que for possível: locação, horário de abertura, principais produtos, etc.

Quando estiver escrevendo o Sobre, há duas versões: a mínima e a completa. No caso da menor delas, é importante ser objetivo e escrever de forma mais curta. Na versão completa é natural que você fale mais sobre a origem do negócio e sua história.

3. Tenha Capa e Imagem

Ter uma identidade visual é essencial. Mais do que isso: é importante pensar bem na forma como a capa e a imagem de exibição da página estarão vendendo o posicionamento da marca.

Pense bem na forma como sua linguagem visual irá influenciar o entendimento do cliente sobre sua página de Facebook. Por exemplo: usar vídeos na capa pode parecer inovador, mas também pode incomodar um pouco alguns clientes.

4. Administração da página de Facebook

Existe uma grande chance de que você não seja o único com acesso à administração da página. Se esse for o caso, você precisa prestar atenção no que está permitindo que os demais façam.

Existem vários papéis de administração dentro de uma página de Facebook:

  • Administrador, que detém todos os poderes;
  • Editor, que pode mexer na página toda mas não pode atribuir funções nem apagar a página;
  • Moderador, uma função que serve para monitorar as mensagens e comentários;
  • Anunciante, que tem o poder de impulsionar as postagens;
  • Analista, que fica limitado a ver as estatísticas da página;
  • Gerente de empregos, que pode criar anúncios de vagas para a empresa.

Tome muito cuidado com os poderes que você decidirá entregar para cada um dos responsáveis pelo processo para evitar criar crises.

5. Use um Botão de Ação

Existe uma ferramenta importante para qualquer página de Facebook: o Botão de Ação. Existem diversas opções de direcionamento que ele pode ter e é importante que você escolha a correta.

O Botão de Ação pode ser desde uma chamada para a compra imediatamente até um convite para assinar seu canal de YouTube. Qual deles é melhor? Isso depende inteiramente da natureza do seu negócio e do momento que ele vive. Avalie bem as possibilidades e teste aqueles que parecerem se adequar mais ao seu modelo de negócios.

6. Teste horários de publicação

Uma dúvida comum é: qual o melhor horário para publicação. Existem horários que serão mais relevantes devido ao maior fluxo de pessoas na página, mas mesmo entre essas possíveis escolhas é bom testar.

Teste horários diferentes. Verifique se sua audiência responde melhor a postagens diurnas ou noturnas, altere o horário de publicação até os minutos e veja o que dá melhor resultado.

7. Use a publicação fixada com sabedoria

A publicação fixada da página de Facebook é muito útil para cumprir algumas funções. Por exemplo: se você está lançando um novo produto e quer aumentar o impacto dele em quem acessa sua página, faça um post sobre ele e fixe.

Outros casos em que a postagem fixada ajuda muito é no caso de gestão de crise ou para aumentar o conhecimento sobre a marca quando ela ainda é nova. Mas você também pode criar ideias mais criativas.

8. Responda mensagens e comentários

Uma forma de ter certeza que sua página irá aparecer mais nas pesquisas sobre os assuntos no Facebook é tendo uma boa taxa de resposta nas mensagens. Isso significa responder rápido e de forma completa quem procurar tirar dúvidas através do Facebook Messeger.

Além disso, existe a questão dos comentários. Se você responder e interagir com a audiência através dos comentários, mesmo quando estão criticando a empresa, a chance de uma maior taxa de interação sobe.

Não existem regras, apenas conceitos gerais

Pode parecer tentador cair na ideia de fazer tudo exatamente igual os concorrentes ou alguma marca que admiramos. A verdade, porém, é que existem muitos conceitos que podem parecer um caminho certo, mas não funcionarão com você.

Por isso, tente sempre respeitar os conceitos dos seus negócios e entender que você precisa adaptar a página à empresa, e não o contrário.

Se você quiser impulsionar e fazer anúncios no Facebook, que tal conferir nosso texto sobre aplicar remarketing na plataforma? Confere aqui.