Desde que Larry Page, Sergey Brin e a equipe Google lançaram o Google Ad Grants em 2003, mais de 4 mil instituições de caridade em todo o mundo tem sido ajudadas por meio de cotas de publicidade gratuita.

Sergey Brin e Larry Page, os fundadores da Google

O Google Grants nasceu para ajudar essas instituições que, muitas vezes, são chamadas de Organizações Não Governamentais (ONGs).

O vídeo mostrado a seguir é uma animação curtinha, de um minuto e trinta e sete segundos, postada no Google Grants Channel, no YouTube, e ilustra muito bem a importância dessa ferramenta:

O programa doa até US$ 10 mil por mês para instituições sem fins lucrativos que estejam de acordo com a filosofia de serviço à comunidade da empresa Google. Isso significa que para ter acesso à toda essa verba virtual é necessário gerar uma conta no Google Ads e essa conta deve passar pela análise do Google.

AdWords é o nome do programa de publicidade da empresa Google. Ele funciona da seguinte maneira: uma determinada empresa compra uma cota de palavras-chave que são exibidas como anúncios, em destaque, no topo e nas laterais das páginas de busca. Quando um usuário clica num desses anúncios, ele é automaticamente conduzido para a página da empresa que contenha a publicidade do produto ou serviço à venda.

A filosofia de serviço à comunidade da Google abrange àquelas instituições que atuam ou fazem caridade nas áreas de:

  • Ciência e tecnologia;
  • Educação;
  • Saúde pública mundial;
  • Ambiente;
  • Defesa dos direitos dos jovens;
  • Artes.

Para que uma determinada empresa possa passar pela análise da Google e tornar-se qualificada, ela deve se manter fora do quadro de restrições a seguir:

  • A instituição não pode ser uma organização governamental;
  • Não pode ser uma instituição comercial;
  • Consultorias de crédito ao consumidor estão desclassificadas desde o início;
  • Também estão fora do programa as associações que fornecem benefícios para sócios;
  • A instituição não pode usar a orientação religiosa ou sexual como critério de atendimento;
  • Grupos com função política também estão fora do programa;
  • Instituições que promovem táticas ilegais idem;
  • Sites que não passam de portais não são aceitos no Google Grants;
  • Sites que participam do AdSense também não são aceitos.

Como o Google Grants impulsiona as visitas?

Como se pode observar no vídeo postado acima, o Google Grants funciona basicamente como o AdWords, mas com algumas pequenas diferenças. O AdWords foi projeto para anunciantes pagantes, sendo assim, o Grants tem algumas limitações, com por exemplo:

  • O limite máximo de Custo Por Clique (CPC) é de US$ 1,00;
  • O orçamento diário é de US$ 330,00;
  • Só é possível produzir campanhas segmentas por palavras-chave condizentes com a área de atuação da instituição qualifica pela Google;
  • São exibidos apenas anúncios de texto enquanto a instituição permanecer vinculada ao Google Grants.

Em resumo, os anúncios aparecerão nas laterais ou topo da página, tal como acontece com os usuários do AdWords. Daí que, quando alguém digita palavras-chave condizentes com a sua instituição no motor de busca do Google, automaticamente, a publicidade referente à sua instituição surgirá nos campos indicados. E quando um usuário clica nessa publicidade, ele é guiado para a página da sua instituição.

Se você gostou da ideia e gostaria de se inscrever no Google Grants, use o formulário de inscrição e siga as instruções.

Dê uma olhada também nesse tutorial que lhe ensinará a ser bem sucedido no Google Grants.

A Google afirma que o período de análise pode durar em média 30 dias, mas como as análises são feitas por ordem de chegada, esse período pode variar bastante. Alguns Geeks afirmam que esse período pode durar até quatro meses.

As instituições sem fins lucrativos são muito importantes para o mundo porque elas têm os “olhos” voltados para as pessoas que são carentes nas necessidades mais básicas. Assim, o Google Grants vem de encontro a esse apoio e é mais uma cartada da Google, dentro da sua filosofia de apoio e prestação de serviços à comunidade. Eu espero que você aproveite bem o Google Grants e que ele possa ser um braço direito na divulgação da sua instituição.