Análise da Concorrência

A análise da concorrência é um importante passo antes de tomar decisões no marketing digital. Entenda mais sobre ela.

Todo mundo sabe que a análise da concorrência é um estudo importante a ser feito pelas empresas. Entretanto, muita gente se confunde sobre como e porque fazer esse estudo.

Este artigo faz parte do Curso Planejamento de Marketing Digital. Para se aprofundar no tema, acesse a página do curso.

Conheça o curso

Neste artigo, iremos explicar o que significa fazer uma análise de concorrência e como transformar os dados tirados dela em vantagens para o negócio.

O que é análise de concorrentes?

A análise de concorrência é uma avaliação sobre os competidores de um mercado. Sobretudo com intenção de encontrar vantagens a serem exploradas e determinar quais práticas estão atrapalhando ou ajudando um negócio atualmente.

Por que fazer a análise de concorrentes?

Fazer uma boa análise da concorrência é um caminho para entender melhor o mercado. Afinal de contas, essa é uma forma de entender o que seus adversários realizam que os coloca em vantagem contra você.

É possível encontrar práticas que estão funcionando e determinar se elas fazem sentido para a empresa que possui ou para a qual trabalha. Este é um assunto também relacionado à prática de Benchmarking, o que vamos explicar melhor abaixo.

Por fim, a análise da concorrência pode ser feita quando o negócio está começando, criando um norte, ou pode ser feita mais tarde, para corrigir os rumos do negócio. Portanto não é errado comparar a análise a um radar que mostra o ambiente ao redor do negócio para evitar ter de navegar no escuro.

Passo a passo da análise da concorrência

Existe uma sequência de passos que devem ser feitos na ordem para que a análise de concorrentes dê certo. Sem dúvida existem muitas formas de encarar cada um dos passos, mas a sequência é uma boa forma de se nortear no processo.

1. Decida objetivos da análise

Antes de tudo, você precisa ter certeza de onde quer chegar com a análise de concorrentes. Isso quer dizer traçar metas do que se pretende descobrir e do que se pretende decidir a partir das informações.

Por exemplo: você pode realizar uma análise de concorrentes para tentar descobrir se é viável criar um novo produto para concorrer no mercado. Também pode querer fazer a análise para determinar se o posicionamento de um produto ainda funciona.

As possíveis metas são praticamente infinitas. Tudo depende, principalmente do que se deseja em termos de objetivos.

2. Determine concorrentes verdadeiros

O próximo passo na análise da concorrência é determinar quais serão os concorrentes analisados. A princípio essa pode parecer uma tarefa fácil, mas existem algumas complicações.

Para começar, nem sempre os concorrentes são apenas quem oferece as exatas mesmas soluções. Por exemplo: câmeras eletrônicas e celulares competem para oferecer uma mesma solução, ainda que sejam produtos diferentes entre si.

A situação é mais complicada caso a intenção da análise de concorrência seja auxiliar no marketing de conteúdo e no SEO. Isso porque você vai estar concorrendo por palavras-chave das pesquisas não só com concorrentes diretos e indiretos, mas também com empresas de diferentes setores.

Para exemplificar o caso das palavras-chave: busque por bolo de cenoura. Os resultados incluem sites da Nestlé e Maizena (produtos alimentícios), Globo (emissora de televisão), Guia da Cozinha (revista culinária) e Tudo Gostoso (produção de conteúdo gastronômico).

3. Registre as estratégias dos concorrentes

Você já determinou os concorrentes. Logo depois é hora de começar a registrar as estratégias dos concorrentes.

Isso quer dizer anotar quais ações cada concorrente está fazendo. Por exemplo, para o marketing digital:

  • Quais canais o seu concorrente está trabalhando?
  • Com que frequência eles realizam postagens?
  • Quais assuntos são abordados?
  • Como ele direciona das páginas de aterrissagem para os produtos?

Essas são algumas ideias do que anotar dentro da estratégia de comunicação. Entretanto, as perguntas a serem feitas e as estratégias a serem anotadas variam dependendo de qual a área dos concorrentes sendo analisadas.

4. Reúna dados

É importante ter uma base de dados mensuráveis para tomar decisões. Existem muitas formas de reunir esses dados:

  • Realizando uma análise de mercado;
  • Reunindo informações públicas sobre os concorrentes;
  • Usando ferramentas para análise da concorrência;
  • Contratando empresas especializadas em reunir informações sobre concorrentes;
  • Estabelecendo um processo de benchmarking colaborativo entre concorrentes.

5. Estude os resultados

Com resultados em mãos, você precisa dar significado a todos eles. Isso significa entender o que os dados obtidos indicam. Uma questão importante neste aspecto é a necessidade de separar os concorrentes mais fortes em um grupo e os mais fracos e vulneráveis em outro.

Este é um processo de dar contexto aos dados obtidos e entender o que eles dizem sobre as metas que você traçou no primeiro passo.

Por exemplo: se a intenção era determinar a viabilidade de lançar um produto novo e a pesquisa de mercado apontou que os concorrentes atual daquele mercado são malvistos pelos clientes. Portanto temos um bom sinal para o novo produto. Entretanto, é preciso sempre levar em conta outros fatores internos que a análise de concorrentes não aponta.

Análise de mercado e pesquisa de mercado

A análise e a pesquisa de mercado é uma das formas mais eficientes de tirar informações sobre os concorrentes e também sobre o seu próprio negócio. Entretanto, é importante não confundir análise e a pesquisa, já que ambas tem significados diferentes.

A análise de mercado envolve a parte econômica, determinando se existe espaço para novos concorrentes, o potencial econômico do público-alvo e outros fatores semelhantes.

Já a pesquisa de mercado lida diretamente com a percepção dos clientes sobre quem compete pela solução. Isso quer dizer realizar grupos focais ou entrevistas para obter uma maior noção sobre como os potenciais clientes se relacionam com as marcas.

Transformando a Análise de Concorrentes em Plano de Ação

Realizar a análise da concorrência é o primeiro passo. Em seguida, é hora de transformar o que foi descoberto em um plano de ação.

Na verdade, os primeiros passos dos planos de ação seguem exatamente o que é feito numa análise de concorrência: traçar objetivos e obter informações.

Agora que você já tem um mapa com a localização dos seus concorrentes, fica mais fácil navegar para tentar alcançar o topo do mercado.

Análise da Concorrência e Benchmark

A análise da concorrência é muito confundida com o Benchmarking. Entretanto, se tratam de dois assuntos diferentes.

Para começar, o benchmarking nem sempre é feito com concorrentes. Isso porque o benchmark é um ponto de referência que pode ser tanto um competidor quanto uma empresa de um setor completamente diferente. Até mesmo processos internos podem servir de referência.

Entretanto, o benchmarking competitivo é um tipo de análise de referência que pode ser muito útil para a análise de concorrência.

Ferramentas para Análise de Concorrentes no Marketing Digital

Existem várias ferramentas que ajudam a obter mais informações sobre os concorrentes no marketing digital. Abaixo explicamos algumas delas.

SEMRush – monitorar palavras-chave

O SEMRush é uma ferramenta poderosa no acompanhamento de palavras-chave. Entre outras funções, ela permite comparar como sue site está competindo em cada keyword individualmente.

Alexa – comparar ranking

A Alexa permite acompanhar de forma mais direta relevância dos seus concorrentes. Além disso, conta com monitoramentos de palavras-chave e outros recursos.

Google Alerts – monitorar menções

O Google Alerts é uma ferramenta do próprio Google que gera relatórios sobre citações a alguns termos. Apesar de parecer trivial, pode ser uma ferramenta poderosa na análise da concorrência quando você gera alertas para citações aos nomes dos competidores.

Moz Link Explorer – acompanhar link building

O Moz Link Explorer permite acompanhar dados de autoridade e links do seu site e também da concorrência. Uma boa ferramenta para acompanhar o trabalho de link building.

SimilarWeb – acompanhamento de tráfego

O SimilarWeb é uma ferramenta que permite acompanhar mais de perto a estratégia de SEO dos concorrentes, criando comparações mais intuitivas.

O próximo passo…

Realizar a análise da concorrência é importante, mas não é a única coisa que você deveria fazer ao pensar em soluções. Afinal, copiar os adversários nunca vai te colocar à frente deles.

Para conseguir alcançar resultados que te coloquem à frente dos concorrentes, é preciso inovar. Uma das melhores formas de ter ideias de inovação é realizando benchmarking genérico e funcional.

Professor
Dúvidas

Nenhuma dúvida sobre essa aula foi postada ainda.

Envie sua dúvida

Você deve concluir pelo menos 50% do curso para avaliá-lo.

Exclusivo para Assinantes

Comece Gratuitamente

Crie sua conta Grátis e tenha acesso aos cursos ao vivo e muito mais.

Seja um Assinante

Tenha acesso ilimitado aos cursos, materiais, certificados e muito mais.

Utilizamos seus dados para oferecer uma experiência mais relevante ao analisar e personalizar conteúdos e anúncios em nossa plataforma e em serviços de terceiros. Ao navegar pelo site, você autoriza a Mirago a coletar estes dados e utiliza-los para estes fins. Consulte nossa Política de Privacidade em caso de dúvidas.