Sitemap XML: um guia completo para utilizá-lo no SEO

Aula Exclusiva para Assinantes Conheça os Planos Já é assinante?

O sitemap XML é uma importante ferramenta no SEO. Por meio dele, os rastreadores (crawlers) conseguem ser mais eficientes e indexar páginas com maior precisão.

Este artigo faz parte do Curso SEO Completo. Para se aprofundar no tema, acesse a página do curso.

O que é um sitemap?

O próprio nome já diz: o sitemap é um mapa do site. É um arquivo que contém uma lista de todas as URL’s que devem ser indexadas.

Além de conter todas as URL’s, o sitemap também apresenta informações importantes a respeito de cada URL, como:

  • Atualização: data da última modificação feita no conteúdo daquela URL
  • Frequência: com que frequência seus conteúdos são atualizados
  • Idiomas: versões em idiomas alternativos

O campo prioridade atualmente não é utilizado pelo Google. Não existe problema em manter esse campo em seu sitemap, mas ele não tem uma função específica para o Google.

No momento, o Google não usa o atributo <priority> em sitemaps.Central de ajuda do Search Console

Formatos de Sitemap

Mais conhecido no formato XML, o sitemap também pode ser fornecido em outros formatos como: RSS/mRSS/Atom 1.0, TXT e Google Sites.

XML

Esse é formato mais utilizado na maioria dos casos. Para entender as questões mais técnicas, você pode consultar a documentação no sitemap.org.

RSS, mRSS e Atom 1.0

Para aqueles que possuem um blog e já tem um feed RSS, você pode cadastrá-lo como seu sitemap. O Google aceita feeds nos formatos RSS 2.0 e Atom 1.0.

O formato mRSS (media RSS) é um formato específico para informar o Google sobre conteúdos no formato vídeo.

TXT

Seu sitemap também pode ser um arquivo simples de texto (sitemap.txt). Neste arquivo devem estar listadas as URLs, uma abaixo da outra e o arquivo deve se encontrar com a codificação UTF-8. Esses são os requisitos para esse formato.

Limitações do sitemap

Você deve se atentar a algumas limitações na hora de criar seu sitemap:

  • Tamanho: o tamanho de um sitemap não pode ultrapassar 50MB (não compactado)
  • Quantidade de URLs: cada sitemap deve conter no máximo 50 mil URLs

Uma boa prática é criar um índice de sitemap. O índice é um sitemap que ao invés de listar URLs, lista o endereço de outros sitemaps. Dessa forma você cadastra apenas o endereço do índice no Search Console e ele encontrará os demais sitemaps. Como exemplo, você pode dar uma olhada no índice de sitemaps da Mirago em mirago.com.br/sitemap_index.xml

Vantagens de utilizar um Sitemap XML

Ter um sitemap e cadastrá-lo no Search Console traz muitos benefícios. Quando você não utiliza o sitemap, basicamente você depende dos rastreadores para seguirem os links das suas páginas e encontrar novas URLs.

Ao trabalhar com um sitemap, você ajuda o Google/Bing/Ask e buscadores em geral a serem mais eficientes. Estas são algumas vantagens de utilizar o sitemap:

  • Rastreamento inteligente: uma das árduas tarefas de um buscador, como o Google, é descobrir novas URLs para indexar. Uma vez que ele tem acesso ao sitemap do seu site, essa tarefa fica muito mais fácil e menos dependente dos crawlers (rastreadores) seguirem os links do seu site para descobrir novas páginas.
  • Categorização: é possível separar e categorizar seus conteúdos nos sitemaps. Isso possibilita que se dê mais prioridade para as páginas mais importantes.
  • Modificações e atualizações: manter seu conteúdo sempre atualizado é crucial para manter boas posições na busca orgânica. Com o sitemap é fácil informar aos buscadores quando foi a última vez que o conteúdo foi atualizado.
  • É rápido e gratuito: apesar do nome, que pode intimidar algumas pessoas, gerar um Sitemap XML é uma tarefa simples, rápida e gratuita.

Como gerar um sitemap?

Gerar um sitemap é uma tarefa simples na maioria dos casos. Se você possui um site em WordPress ou algum outro CMS (Content Management System), por exemplo, essa é uma tarefa que vai levar poucos minutos.

WordPress

Você pode criar um sitemap XML no WordPress de várias maneiras. A maioria delas inclui instalar um plugin. Os 2 mais utilizados para essa tarefa são o Yoast SEO e o Google XML Sitemaps.

Joomla

Se você utiliza o Joomla, você pode optar por utilizar a extensão jSitemap. É uma extensão bem simples de instalar e configurar e já resolve as necessidades gerais.

Wix

Se você utiliza o Wix, pode seguir estes passos para gerar e cadastrar seu sitemap XML.

Não utilizo um CMS

Se você não utiliza nenhum CMS, você pode optar por uma das opções abaixo:

  • Solicitar ao desenvolvedor: se você contratou um desenvolvedor para criar seu site e ele não utilizou nenhum CMS, você pode pedir para ele desenvolver esse recurso para você. O importante é que o sitemap siga as especificações dessa documentação.
  • Utilizar um gerador de sitemap: existem algumas ferramentas que utilizam mecanismos externos ao seu site para gerar seu sitemap. No geral, tendem a ser rastreadores que vasculham os links do seu site em busca de todas as URLs e as cadastram num sitemap. Algumas ferramentas conhecidas: XML Sitemaps Generator e Online XML Sitemap Generator.
  • Começar a utilizar um CMS: você pode começar a utilizar o WordPress, que é uma excelente plataforma para gerenciar seu conteúdo.

Cadastrando o sitemap XML no Search Console

Uma vez criado, o importante é que seu sitemap XML se mantenha sempre atualizado. Isso significa que toda vez que criar uma URL nova no seu site, seu sitemap deve ser atualizado e incluir esse novo endereço.

Se você está utilizando um CMS, fique tranquilo porque a maioria das soluções já faz isso por padrão.

Com o endereço do XML em mãos, basta cadastrar seu sitemap no Search Console.

Professor

Rafael Oshiro

Fundador da Consultoria em Marketing Digital Seek Web, especialista em SEO. Ajuda empresas a conquistarem mais clientes/vendas através de ferramentas digitais. Palestrante e professor em eventos, faculdades e agências como: Campus Party, Telefonica/Vivo, Faculdades, Unisanta, Unip e ESPM.
O curso

Curso SEO Completo

Depois de decidir suas palavras-chave, é hora de aplicá-las no seu site para conseguir alcançar o topo das pesquisas. A aplicação correta do SEO é essencial para diversas metodologias de marketing, como o Inbound e o Marketing de Conteúdo. Este artigo faz parte do Curso SEO Completo. Para se aprofundar no tema, acesse a página […]
Dúvidas
Avatar
Felix Benito2 meses atrás

Como subir o sitemap para o Google

Não consegui fazer o upload para o Google. Poderia descrever os passos, por favor?

Envie sua dúvida

Exclusivo para Assinantes

Comece Gratuitamente

Crie sua conta Grátis e tenha acesso aos cursos ao vivo e muito mais.

Seja um Assinante

Tenha acesso ilimitado aos cursos, materiais, certificados e muito mais.

Já possui conta? Faça o login.