Hoje, os jovens adultos com menos de 35 anos dominam o mercado. A geração do milênio tem estado cada vez mais envolvida em tecnologia, criatividade e empreendedorismo, à medida que mais projetos desses (DIY) entram em vigor.

DIY – Do It Yourself é uma mentalidade de “faça você mesmo” da nova geração de makers (criadores). É como uma evolução dos aficionados por construção, reparos de automóveis e jardinagem de antigamente, que hoje fazem parte do movimento dos makers de dispositivos eletrônicos, o novo DIY do século XXI.

A partir de uma perspectiva de marketing, identificar esta tendência é apenas o começo; agora você precisa agir sobre ela. E para aproveitar a mentalidade DIY dos consumidores contemporâneos, há três coisas que você precisa entender em particular:

  • Participação ativa. A DIY foi condicionada a interagir com o conteúdo. Toda a premissa da mídia social é que você poste conteúdo, compartilhe conteúdo e forneça feedback sobre o conteúdo de outros usuários. Essas pessoas querem ser envolvidos em algo maior que eles mesmos.
  • Personalização Individual. Pesquisas mostram que quatro em cada dez da geração DIY estão interessados em produtos de co-criação com marcas. Muitas marcas estão aproveitando isso, dando aos usuários a chance de personalizar ofertas de produtos e serviços para atender seus próprios gostos e necessidades.
  • Valor experiencial. Por fim, a geração DIY anseia por experiências sobre itens tangíveis. Isso quer dizer que os seus produtos podem ser legais, mas a ideia que você dá por trás deles é o que faz alguém ter uma forte atração.

Quando você combina todos estes elementos, fica clara a forma como  esse segmento de público pode desempenhar um papel ativo nas suas estratégias de marketing. Eles simplesmente não querem ficar à margem e ver tudo se desenrolar; eles querem participar, querem agir junto com você.