O SEO para YouTube é uma das maiores tendências do Marketing Digital atual. O vídeo cada vez mais se coloca como o conteúdo mais consumido. Por isso é tão importante saber colocar um vídeo no topo das pesquisas da plataforma onde eles mais são acessados.

Mas o SEO para Youtube ainda é um conceito confuso para a maioria das pessoas. Alguns mitos ainda surgem sobre como produzir o conteúdo e preencher os espaços indicados pela plataforma de vídeos. Por isso resolvemos criar um pequeno guia para facilitar sua vida.

Vem com a gente.

Entendendo o SEO para YouTube

Para começar, você precisa entender a lógica por trás de como o YouTube organiza seus resultados de busca. Isso significa entender os objetivos da plataforma com seu mecanismo de busca.

Acima de tudo, o YouTube deseja que o usuário passe o maior tempo possível consumindo vídeos dentro da plataforma. Essa é a lógica por trás de diversas decisões da empresa, entre elas a forma como organizam o mecanismo de busca.

Se o seu vídeo ajudar o YouTube com o objetivo de manter o usuário na plataforma, ele terá prioridade nas pesquisas. Portanto o objetivo do seu vídeo deve ser sempre esse.

Sabendo isso, precisamos conversar sobre como cumprir esse objetivo. E isso significa entender alguns outros conceitos.

Watch time

Se o objetivo do YouTube é manter as pessoas assistindo vídeos o máximo de tempo, então um vídeo que é assistido por completo ganha prioridade. Isso significa que o importante não é simplesmente ser visto por vários usuários, mas visto por completo.

Não importa se o seu vídeo tiver 45 minutos. Se ele for visto por um tempo médio de 40 minutos, ele vai receber prioridade sobre qualquer vídeo que tenha apenas 4 minutos de tempo.

O tempo médio que cada usuário passa no seu vídeo recebe o nome de Watch Time. Ele vai influenciar diretamente o seu SEO para Youtube.

Vídeos longos podem ter uma alta taxa de rejeição, então é preciso cuidado. Mas se o seu vídeo longo prender o usuário e entregar valor, com toda certeza vai sair na vantagem sobre os concorrentes.

Continuidade no YouTube

Além de valorizar conteúdo que prende o usuário, o YouTube também favorece conteúdo que resulta em mais tempo na plataforma depois de visto. Isso significa que o que o usuário faz depois de terminar de ver seu vídeo é tão importante quanto ser assistido.

Isso, claro, costuma significar engajamento. Você já está sendo favorecido no SEO para Youtube se o usuário comentar, der um like ou assinar o canal. Mas a melhor coisa que ele pode fazer é ir para outro vídeo.

Não importa se o vídeo que o usuário está no seu canal ou em outro. O importante é que ele se mantenha no YouTube. E nada melhor para isso do que incluir cards que direcionam o usuário para conteúdo relevante.

CTR

CTR significa Click-Through Rate, ou Taxa de Cliques. Essa é uma estatística simples de obter. Para isso, basta dividir a quantidade de vezes que um usuário clicou no seu vídeo pelo número de vezes em que ele apareceu em uma pesquisa.

Quanto mais pessoas clicarem no seu vídeo, mais o YouTube irá entender que o seu vídeo é relevante para a pesquisa. E isso significa que ele irá colocar seu vídeo mais alto para aquele termo.

Mas obter o clique em relação ao seus concorrentes envolve ser chamativo. Vamos falar mais sobre isso abaixo.

Algoritmo de pesquisa e Tags

O algoritmo de pesquisa do YouTube tem uma difícil tarefa: descobrir o que o usuário está pesquisando. A resposta pode parecer óbvia, já que todos nós escrevemos nossas buscas, mas não é bem assim.

Por exemplo: você pode buscar a palavra “namorado” se referindo a um peixe ou a um tipo de relacionamento. Quando a pesquisa é “receita namorado”, você provavelmente está falando do peixe, e não sobre como fazer um par romântico na cozinha.

Se isso pode se complicar para pesquisas de uma palavra, imagine para frases e conceitos mais profundos. Por isso o YouTube usa o sistema de tags, onde você tenta esclarecer sobre o que é o seu vídeo.

Acertar as tags continua sendo essencial no SEO para YouTube. Se a plataforma de pesquisa tiver dúvidas sobre o assunto do seu vídeo, ele não vai ser recomendado. As tags são a melhor forma de dar essa informação para o algoritmo.

Como acertar o SEO para YouTube

Ok, agora que você já sabe um pouco sobre teoria por trás do SEO para YouTube, vamos falar da prática. Sabemos que você precisa fazer o seu vídeo ser visto por completo, direcionar para outros vídeos, ser clicado nas pesquisas e entendido pelo algoritmo. Como conseguir isso?

Abaixo, listamos tudo que você precisa pensar para atingir o topo das pesquisas.

Gancho

Esse é o primeiro conceito a ser pensado porque precisa estar presente na gravação. Como você começa seu vídeo? O ideal é que os primeiros segundos falem direto sobre o que o vídeo apresenta, solucionando o problema do público.

Lembra que falamos sobre como é importante que seu vídeo seja visto quase por inteiro? É aqui que entra essa questão. A maior parte da rejeição do seu vídeo vai acontecer nos primeiros segundos, principalmente se você demora para sair de vinhetas e coisas que não importam.

Comece seu vídeo com uma promessa de que vai solucionar o problema da sua audiência. Isso faz com que ele se mantenha atento desde o primeiro momento e garante ao menos uma pequena taxa de conversão.

Thumb

Se ser clicado é importante no SEO para YouTube, então é importante chamar a atenção do público. Isso pode ser atingido com alguma facilidade através de uma thumb chamativa.

A thumb perfeita para seu vídeo vai depender de segmento e outras questões, mas existem algumas práticas que mostram resultados em geral.

A primeira coisa que você pode fazer é fazer a thumb em uma cor chamativa. Isso significa fugir das cores do YouTube: vermelho, branco e preto. Não que você não possa usá-las, mas elas já estão por todo o site. A melhor prática aqui é ter um contraste em relação ao resto da plataforma.

Outra coisa importante é não abusar do texto. O tamanho recomendado de texto na thumb é uma ou duas frases curtas, com algo entre 20 e 40 caracteres no total. O texto deve ser integrado na imagem, mas em letras grandes e chamativas.

Não esqueça de incluir imagens de pessoas na sua thumb, principalmente daquelas que aparecem mais. Especialmente se essas imagens contarem com rostos expressivos. Isso ajuda a pessoa a entender o sentimento relacionado ao vídeo e atrai a atenção.

Título

O básico em questão de título quando pensamos em SEO para YouTuber é inserir a palavra chave. De preferência no começo do título. Por exemplo:

  • Receita de bonito assado: aprenda a fazer um peixe gostoso
  • Crossfit: o que os médicos falam em 2019
  • Dieta Low carb: como fazer? (Cuidados)

Além da palavra chave principal estar diretamente no início do vídeo, existem duas práticas recomendadas para ajudar a atrair mais cliques.

A primeira delas é usar o ano como uma parte do título. Isso ajuda a tornar seu vídeo mais atrativo tanto para o público, que o vê como atualizado, quanto para o algoritmo. Isso porque a YouTube busca impulsionar conteúdo mais recente por entender que estará mais relevante.

A outra é usar parênteses ou colchetes no título. Isso torna o texto mais atraente para o clique, especialmente quando você resume sobre o que se trata o conteúdo.

Continuidade

Também é interessante fazer o seu conteúdo levar para outros vídeos. E a melhor forma de fazer isso é através da sugestão de conteúdo relacionado ao seu. Para isso, você pode usar os cards que o YouTube disponibiliza como ferramenta.

É importante não fazer isso de forma gratuita: tenha certeza que o conteúdo recomendado vai receber tempo da audiência e cliques. Só assim eles serão úteis na estratégia de SEO para YouTube.

Não adianta nada recomendar o conteúdo só colocando os cards, sem falar deles no seu vídeo. Isso exige uma preparação para a gravação, mas os resultados fazem diferença.

Descrição

A sua descrição é uma das coisas que o algoritmo do YouTube usa para descobrir do que você está falando. E isso significa que quanto mais completa ela for, maiores as chances de você ser compreendido e subir nas pesquisas.

O ideal é fazer uma mini postagem de blog. O texto pode ter entre 100 e 300 palavras, sem entregar o conteúdo todo do vídeo mas usando palavras-chave e dando uma descrição do que será discutido.

Tags

As tags funcionam bem para o algoritmo de pesquisa. Mas muitas pessoas as usam de forma errada. Isso acontece quando você coloca uma quantidade exagerada delas no seu texto.

Pense comigo: como o YouTube vai saber do que se trata seu vídeo se existem mais de 15 tags associadas a ele? São muitas palavras-chave associadas, o que provavelmente vai deixar o algoritmo um pouco confuso.

A melhor prática de SEO para YouTube em relação a tag foi criada por Brian Dean, da Backlinko. Ele chamou essa estratégia de TAB, referente a uma sigla que resume quais tags usar. A sigla significa:

  • Target – comece colocando sua tag principal, aquela que você tem por objetivo subir nas pesquisas;
  • Alternative – use duas ou três tags que se relacionam com a principal de forma direta, mas representam outras formas de pesquisar o mesmo assunto. Uma boa forma de decidi-las é colocando a tag original na barra de pesquisa e checando as sugestões;
  • Broad – escolha uma ou duas tags que definem os assuntos dentros do qual sua tag principal está contida.

Para simplificar, vamos dar um exemplo. Digamos que você quer aparecer para pesquisas por “ovo de páscoa”. Essa é sua primeira tag. A seguir, pensando em alternativas, você pode incluir “ovo de chocolate” e “ovo de páscoa caseiro”. Por fim, inclua “chocolate” e “receitas”. Pronto.

Um mito e uma verdade do SEO para Youtube

Existe um grande mito e uma verdade sobre posicionar o seu vídeo no YouTube.

A verdade é que ter uma grande quantidade de visualizações de primeira ajuda muito. Isso envolve muitos fatores, mas uma ótima forma é conseguir conquistar uma audiência física. E isso está totalmente relacionado a publicar seu conteúdo de forma regular.

Tente planejar um calendário de publicação de forma a incluir a postagem no YouTube como algo regular. Para ter uma ajudinha, baixe no formulário abaixo nosso Modelo de Calendário Editorial.

Planilha Modelo de Calendário Editorial

Uma ferramenta muito útil para quem trabalha com Marketing de Conteúdo. Trabalhe de maneira planejada e seja mais produtivo! Faça o download do modelo da planilha em Excel ou Planilha Google.

O grande mito do SEO para YouTube é que vídeos curtos são melhores. Na verdade, quanto maior o seu vídeo, mais chances de fazer um bom watch time e ganhar a atenção do algoritmo.

Então se o seu conteúdo for rico e aprofundado, não tenha medo de fazer um vídeo grande. Mas se você quiser ter como objetivo um tempo mais prático, mire em algo entre 8 e 14 minutos.

Conta pra gente nos comentários: quais dessas dicas você vai aplicar primeiro no seus vídeos?