Gerar novas ideias de conteúdo para diferentes estratégias no marketing digital não é tarefa fácil. Após certo tempo de produção, as ideias ficam cada vez mais difíceis de surgir.

Foi pensando nisso que fizemos este post para compartilhar com você que está passando por este momento. O objetivo desta publicação é elencar algumas ideias de conteúdo muito úteis e que poderão ser utilizadas para diversas estratégias, canais e formatos, como, por exemplo: blogs, mídias sociais, palestras, aulas, lives e assim por diante.

Espero que goste!

Antes das ideias de conteúdo, um lembrete importante

Antes de tudo é fundamental lembrar que todo conteúdo existe para cumprir um propósito numa estratégia de marketing. Ou seja, você precisa entender onde deseja chegar e, principalmente, entender a fundo com quem está falando.  

Se você já possui algum conhecimento em marketing digital e marketing de conteúdo, deve saber que um bom conteúdo pressupõe um bom conhecimento de sua PERSONA. Portanto, as ideias de conteúdo que você está prestes a ver neste post deverão ser capazes de dialogar com as dores, necessidade, desejos, medos e outros sentimentos de sua persona.

Caso contrário, uma lista de ideias como esta pode simplesmente não fazer sentido dentro de uma estratégia maior de marketing.

Feito esta ressalva importante, agora sim, vamos às ideias de conteúdo:

1. Erros

Ninguém gosta de estar errado. Todos nós, em maior ou menor grau, iremos no caminho de evitar erros pois eles podem nos causar dor e desconforto.

Pois bem, sabendo disso, uma ideia de conteúdo que tende a despertar a atenção das pessoas é justamente tocar neste ponto sensível.

Exemplos de títulos:

  • Você comete este erro?
  • 7 Erros comuns que você deve evitar em ___________
  • Este erro está atrapalhando seu crescimento em __________
  • 5 Erros no Facebook Ads que estão matando suas campanhas

Todos estes títulos tem como objetivo colocar uma “pulga atrás da orelha” da pessoa que consumirá este conteúdo e fazer ela refletir por um momento: “será que estou fazendo algo errado aqui”?

2. Listas

As listas são um verdadeiro clássico na produção de conteúdo. Atire a primeira pedra quem nunca parou para ler um post como:

  • 10 coisas que você precisa saber sobre _____________
  • 5 dicas incríveis para ____________
  • 7 lugares paradisíacos para visitar em _________

As listas tendem a funcionar muito bem. Chamam a atenção das pessoas, o público “digere mais fácil” e faz você usar o poder de síntese para passar um conteúdo relevante para sua audiência.

Além disso, num estudo realizado na área de SEO (Search Engine Optimization, ou Otimização para Mecanismos de Buscas), os formatos de conteúdo de listas estão entre os formatos mais perenes no Google (tendem a permanecer por mais tempo bem ranqueados).

conteúdo em listas
Via backlinko.com

3. Mitos

Será que algo que você sempre tomou como verdade não é bem assim? Essa é a ideia de falar sobre “mitos”. Em mitos podem estar escondidas objeções dos seus prospects. Ex: “Marketing digital é caro”. Isso pode ser uma objeção do público que você pode desmistificar.

A palavra mito, por si só, desperta curiosidade e tende a atrair a atenção das pessoas (desde que, obviamente, você tenha feito uma boa lição de casa ao identificar possíveis “mitos” de seu mercado).

Veja alguns exemplos de ideias de conteúdos e títulos que podem chamar a atenção de sua audiência.

  • 5 mitos de marketing digital
  • Os mitos mais comuns para quem está iniciando em ___________
  • Mito ou verdade?
  • Este mito de __________ está acabando com seus resultados

4. Perguntas & Respostas

Esta é uma ideia de conteúdo simples, mas poderosa, pois utiliza como matéria prima questões do público que mais importa para você: seus clientes e prospects.

Tenha canais abertos, converse com sua audiência e deixe que ela te faça perguntas. Responda-as e crie conteúdo com isso. Nós fazemos isso frequentemente com nossa audiência e os resultados costumam ser positivos: um exemplo é o nosso quadro CTA no Youtube que trata exatamente disso e outros conteúdos como posts de blog, tutoriais no Youtube, novas aulas, cursos, etc.

Alguns canais que você pode abrir para gerar ideias de conteúdo com sua audiência:

  • Caixinha de Perguntas nos Stories do Facebook/Instagram
  • Área de comentários de blog, mídias sociais, canais no Youtube. Faça perguntas e deixe que sua audiência insira suas dúvidas
  • Formulários de Pesquisa (Google Forms, Survey Monkey e Typeform) são excelentes ferramentas para coletar ideias de sua audiência.
  • E-mail: Utilize seu mailing para obter perguntas relevantes de seu público.
  • Telefone: Sim, o velho e bom telefone é uma das melhores formas de falar com prospects e clientes e levantar objeções e dores comuns que poderão ser abordadas em ideias de conteúdo posteriormente.

Após coletar dúvidas e perguntas comuns de sua audiência, você terá em mãos um pequeno arsenal de novas ideias para produzir conteúdos.

5. Tendências

Outra ideia de conteúdo que geralmente chama muito a atenção das pessoas são tendências de mercado.

O futuro é algo que nos intriga. Ele pode trazer medo, insegurança ou otimismo, esperança. Todos gostaríamos de prever o futuro, certo? É por isso que conteúdos sobre tendências são tão poderosos. Eles busca mostrar “o que está por vir” e isso é irressistível à maior parte das pessoas que está envolvida em determinado contexto.

Alguns exemplos de ideias de conteúdo de tendências que você pode utilizar:

  • 5 tendências de marketing digital para 2022.
  • Essa tendência de ________ promete revolucionar o mercado.
  • Você sabe quais as principais tendências de __________ para o próximo ano?
  • Esta única tendência pode mudar o jogo no mercado de _______________

Uma particularidade interessante: Este tipo de conteúdo pode funcionar bem o ano inteiro, mas ele tende a performar melhor no final de um ano e início do outro. É neste momento de transição que as pessoas estão mais abertas e suscetíveis a serem impactadas por novas tendências de mercado.

6. Provocações e/ou Sensacionalismo:

Este tipo de conteúdo nem sempre funcionará em todos os mercados, mas, se bem utilizado (dentro de um contexto de amplo entendimento de sua persona), pode performar bem.

Como o nome já diz, quando você é provocado(a) ou se depara com títulos sensacionalistas, naturalmente isso chama a sua atenção e você oferece alguns segundos de seu tempo para analisar aquela mensagem.

Alguns exemplos de conteúdos deste tipo:

  • O que nunca te contaram sobre….
  • Verdades sobre ….
  • O fim do…… Ex. O fim do SEO, O fim do e-mail marketing, O fim do Inbound Marketing.
  • 5 Mentiras que você acredita até hoje…

Esta ideia de conteúdo deve ser utilizada com cautela e também não deve ser utilizada com alta frequência, na maioria dos casos. Além disso, apenas um título provocativo não basta, já que ele pode servir para captar a atenção da pessoa, mas deve ser seguido por um complemento muito bem construído e estruturado para que a pessoa permaneça consumindo aquele conteúdo.

7. Depoimentos

Não fale sobre você, deixe os outros falarem. Incentive seus clientes deixarem depoimentos sobre seu produto e serviço. Esse é um excelente tipo de conteúdo para mostrar para pessoas que estejam no fundo do funil considerando sua solução como alternativa para compra.

Esta ideia de conteúdo pressupõe que você tenha uma boa solução a oferecer ao mercado, afinal, somente clientes satisfeitos deixarão depoimentos sobre a experiência com sua marca.

No caso deste tipo de conteúdo, o formato em vídeo tende a ter uma força maior e ajudar um potencial cliente a decidir pela compra. É claro que conteúdos em texto ou áudio também são válidos, mas nada se compara ao poder de um vídeo, pois você consegue se conectar melhor com uma pessoa parecida com você, que possui as mesmas necessidades e desejos.

A melhor forma de obter depoimentos de clientes é pedir. Sim, solicite depoimentos de clientes satisfeitos e verá que a maior parte deles ficará satisfeita em ajudar.

8. Estudos de Caso

Outra ideia de conteúdo mais voltada ao fundo de funil (onde os clientes estão decidindo pela compra) são os estudos de caso. Este tipo de conteúdo geralmente é mais voltado à empresas B2B.

Ao demonstrar como sua solução ajudou a resolver um problema de um cliente ou ajudou a explorar uma oportunidade de mercado, você tangibiliza sua solução. Nos estudos de caso você explora a fundo quais os desafios enfrentados, como sua solução resolveu uma dor e quais resultados isso gerou para o cliente.

Além disso, se a sua empresa atender clientes de diferentes segmentos, é interessante estruturar estudos de casos separados por setor de atuação, como, por exemplo: saúde, educação, logística, etc. Isso ajudará outras empresas destes mesmos setores a entenderem como sua solução pode ajudá-las em seus contextos específicos.

9. GIFs

Esta ideia de conteúdo também não serve para todas as audiências, mas podem dar um tom mais informal, principalmente em mídias sociais. Os Gifs são pequenas animações, geralmente bem humoradas e engraçadas.

Novamente, vale reforçar: é preciso conhecer sua persona para entender se faz sentido este tipo de conteúdo. É importante dizer que não é o GIF em si que importa, mas sim o contexto em que ele está inserido e a mensagem que está sendo passada.

Dica Bônus

10. Bônus: Reaproveitamento de Conteúdo

Uma das coisas que você pode fazer para otimizar sua estratégia de marketing de conteúdo é aproveitar melhor aquilo que você já possui.

Como assim?

Você poderá reaproveitar conteúdos “pilares” (maiores) e transformá-los em conteúdos menores que poderão ser distribuídos em suas plataformas. Quer um exemplo? Você pode gravar um conteúdo de 15 minutos para o seu canal do Youtube e “quebrá-lo” em 3 ou 4 conteúdos menores que poderão ser inseridos em seu próprio canal ou em outras mídias sociais.

Outros exemplos incluem: podcasts com horas de gravação em que você pode tirar “nuggets” (pequenos pedaços de conteúdo), entrevistas em que você pode transcrever, etc.

Dicas para encontrar novas ideias de conteúdo: 

Aqui vão alguns sites e ferramentas muito úteis que irão te ajudar a encontrar novas ideias de conteúdo:

Google Suggest

Esta é uma funcionalidade relacionada às buscas do Google. Enquanto você digita um termo, a ferramenta sugere tópicos relacionados a ele (que são buscados pelos usuários). É uma forma simples e rápida de obter novas ideias de conteúdo.

Quora

O Quora é um dos maiores repositórios humanos de perguntas e respostas e cobre basicamente qualquer área do conhecimento humano. Insira termos relacionados ao seu mercado e descubra perguntas que os usuários fazem para ter novos insights de conteúdo.

Comentários em mídias sociais/blogs

Você fez um novo post em seu blog ou no Instagram de sua empresa e recebeu alguns comentários? Esta pode ser uma boa pista para entender se os usuários possuem dúvidas ou objeções que podem se tornar conteúdos futuramente. Passe a olhar a seção de comentários com mais cuidado e atenção a partir de hoje!

Answer The Public

Uma ferramenta muito útil para obter novas ideias de conteúdo é site Answer the Public. Ela pode ser consultada gratuitamente (com limites). A única coisa que você precisa fazer é digitar um termo-chave na caixa de busca e pronto! Dezenas ou até centenas de ideias de conteúdo aparecerão para você em formato de clusters, separados por tipos de perguntas ou tópicos. Vale muito a pena consultá-la quando estiver passando por aqueles períodos de poucas ideias.

FAQs de concorrentes

Outra dica interessante e, muitas vezes, pouco explorada, é consultar sites de concorrentes e olhar com atenção sua seção de FAQ (perguntas frequentes). Nem sempre seu concorrente terá uma seção desta em seu site, mas, caso tenha, pode ser uma ótima fonte para gerar novas ideias de conteúdo relevante para sua audiência.

É razoável pensar que seu concorrente minimamente pesquisou e estruturou as principais dúvidas de clientes e prospects (e, obviamente, são muito parecidas com as dúvidas de seus prospects e clientes).

Equipes internas

É provável que a maior parte das boas ideias de conteúdo já esteja “dentro de casa” e você ainda não tenha se dado conta. Converse com pessoas de outros departamentos como: Equipe de Suporte / Atendimento ao Cliente /Customer Success / Vendas e com certeza sairá com a cabeça fervilhando.

Por estarem em contato direto com clientes e prospects, estas pessoas têm na ponta da língua os principais desafios enfrentados por eles e isso é um prato cheio para novos conteúdos.

Google alertas

Uma ferramenta interessante e gratuita é o Google Alertas. Você pode inserir termos que considera relevantes para o seu negócio e programar e-mails e notificações para receber notícias e informações sobre este tópicos, diariamente ou semanalmente, por exemplo. Nem sempre haverá notícias e conteúdos relevantes, mas pode ser uma ótima forma de ter novas ideias de conteúdo.

Geradores de títulos (hubspot) –

A ferramenta de geração de títulos da Hubspot promete trazer ideias de conteúdo para posts de blog. Basta inserir um termo (ou mais) desejado(s) e a ferramenta trará opções de títulos para que você utilize.

Concluindo

Estas foram apenas algumas ideias de conteúdo possíveis a explorar em seus canais. Gostou das dicas? Se quiser mais dicas de conteúdo, escreva-nos nos comentários e poderemos fazer uma segunda versão com mais ideias para você!

Uma dica final: Se você tem interesse em marketing digital, conheça nosso Curso de Marketing Digital Gratuito.