Conseguir o emprego que você quer em marketing é uma necessidade. Principalmente em marketing digital, muitas vezes pensamos que só adicionar as pessoas no LinkedIn é o suficiente para ter contatos. Existe muito mais que pode ser feito, principalmente em um mercado disputado.

Nesse artigo vamos discutir algumas práticas que podem te ajudar a conseguir um emprego melhor, na área que você deseja. Se você procura um melhor salário e novos desafios, esse texto é para você.

Vamos lá?

1. Defina um plano de carreira

Se você não sabe para onde está indo, então não tem como saber se está no rumo certo. O primeiro passo para começar a melhorar sua posição no mercado e construir uma carreira sólida é criar um plano de carreira.

É para entender seu plano de carreira que os profissionais de recursos humanos perguntam “onde você se vê em cinco anos” ao te entrevistar para um cargo. Por isso, se você já tiver uma resposta concreta já está na frente da concorrência.

Ter um plano de carreira também ajuda a entender o que você precisa construir de currículo e para quais empresas precisa se deslocar. Portanto é interessante sentar e começar a analisar o que você quer no seu futuro.

Nada disso significa que você precisa ter tudo traçado e planejado de forma que não permita mudanças e improvisos. Apenas tenha uma noção se você pretende seguir com a produção ou pretende ir para planejamento, se você quer crescer até ser coordenador ou diretor, com que setor você gostaria de trabalhar. Com essas informações já podemos seguir em frente.

2. Acompanhe referências da área de especialização

Para começar: é muito importante você entender que conseguir uma melhor posição quase sempre significa se especializar. Isso não passa necessariamente por um estudo de especialização, mas por uma mudança gradual no que você faz no mercado.

Se você trabalha com marketing pretende se especializar em uma das áreas do marketing digital mas não sabe ainda qual, pode conferir nosso Guia de Carreira no Marketing Digital.

Uma vez que tenha decidido uma especialização, comece a procurar referências na área. Quem são os nomes que tem autoridade para falar sobre a especialidade? Faça uma pesquisa online, pergunte para amigos e conhecidos. 

Com essa informação em mãos, comece a seguir essas pessoas em todas as redes, principalmente no Instagram e no LinkedIn. Dessa forma, você já começa a construir um feed que alimente sua necessidade de informações e conhecimentos sobre o setor.

3. Faça networking

Agora é hora de começar a fazer networking. Conecte-se com pessoas que trabalham no setor e na especialização que você deseja e comece a criar relações. Não apenas siga as pessoas: interaja e faça comentários nas postagens. 

Entenda que o networking é uma questão de conexão, então tente encontrar assuntos em comum que possam gerar uma aproximação. Mas não adianta forçar a barra, o seu interesse tem que ser genuíno. 

Uma vez que você tenha alguns conhecidos na especialização que deseja trabalhar, você precisa fazer uso desses contatos para conseguir experiência e oportunidades.

4. Participe de projetos para adquirir prática

A forma mais rápida de adquirir prática e experiência é trabalhar em projetos na sua área de especialização. Muitas vezes isso vai significar fazer trabalho voluntário ou receber pouco, mas é uma fase. 

Com contatos na área, você vai ter mais acesso a informações sobre vagas em projetos que estejam procurando por pessoas que tenham conhecimentos e interesse em ajudar. Fique de olho e se ofereça para seus contatos para que eles saibam da sua disponibilidade.

Uma vez que tenha conseguido um projeto, não entregue nada mal feito. Se foque e pense que esse será sua primeira pilastra para uma carreira na especialização que deseja. Faça com que essa base seja sólida. 

5. Chame pessoas que admira para um café

Conforme você for conhecendo e se conectando com pessoas da área em que deseja arrumar seu novo emprego, vão surgir oportunidades para uma aproximação. Convide os profissionais que admira para um café. 

Um erro que muitas pessoas cometem ao chamar alguém para um café é deixar no ar o assunto. Deixe bem claro já no convite que deseja conversar com a pessoa sobre o setor, descobrir mais sobre como é trabalhar com o que ela faz. 

Se você deixar o assunto da conversa durante um café como um mistério, pode ter certeza que vai tomar muitos não. Sendo direto você tem mais chances de conseguir o encontro. E se aquela referência na área for muito com a sua cara durante o café, pode acabar virando seu mentor e te indicando para vagas.

6. Busque o conhecimento necessário

Não adianta querer trabalhar em uma área sem ter o conhecimento para isso. É preciso ter a base para poder realizar o trabalho. 

A forma mais comum para isso é fazendo um curso, uma pós-graduação ou algo semelhante. Mas nem sempre isso é obrigatório. Muitas vezes basta estudar o assunto por conta própria e adquirir experiência. 

Buscar conhecimento básico não é uma tarefa solitária. Muitas vezes é preciso perguntar e pedir apoio. Por isso é importante que esse processo ande lado a lado com o de fazer contatos. Você pode pedir por textos, livros e conteúdos que possam te ajudar.

7. Crie um Google Alert para buscar vagas de emprego em marketing digital

O Google Alerts é uma ferramenta do Google que ajuda a receber imediatamente novos resultados e monitorar a internet. Por isso, você pode usar a ferramenta para ser avisado imediatamente quando uma nova vaga para o emprego que você deseja surgir

Isso pode ser feito tanto para vagas gerais como em empresas que você se vê trabalhando. Use e abuse dessa plataforma.

8. Currículo focado na área

Um erro comum é fazer um currículo muito amplo e genérico para servir para diversas área. 

O ideal é sempre ter diversos currículos bem trabalhados para a vaga que você está buscando. Se você for enviar um CV para uma empresa de educação, é interessante que fale da sua experiência dando aulas durante a faculdade. Mas não se você está enviando para uma vaga no setor de finanças. 

Sempre faça um currículo novo para cada vaga, acrescentando seus conhecimentos, experiências e bases que seja relevantes para aquela posição. Dessa forma fica muito mais fácil conseguir a entrevista. 

9. Branding pessoal

É cada vez mais impossível conseguir avançar na carreira sem formar uma autoridade. Isso passa pelo seu branding pessoal. Cada vez mais é preciso produzir seu próprio marketing de conteúdo e vender sua imagem.

Para trabalhar bem o seu branding pessoal, o primeiro passo é ter algo de valor para acrescentar. Sua própria experiência de trabalho pode ajudar. Seus estudos podem servir para a produção de conteúdo na especialização que deseja alcançar. A partir dessas bases dá para começar a construir uma imagem de autoridade

Foque em publicar no LinkedIn, onde as pessoas desejam consumir conteúdo de teor profissional e comercial. Isso também vai ajudar os caça-talentos que trabalham na plataforma a confiarem mais na sua produção.

Você já produz conteúdo no LinkedIn ou outra plataforma? Nos conte como você faz para se posicionar como autoridade no seu setor nas redes sociais.