Segmentação no Facebook é um assunto que costuma assustar um pouco as pessoas. Entender a forma correta de atingir o público através do Gerenciador de Anúncios parece um mistério, mas pode ser muito simples.

Para isso, basta saber como pensar na sua segmentação de público. O Facebook tem muitas ferramentas para isso e pode te ajudar imensamente a pensar melhor quem está sendo atingido. Vamos descobrir como?

Então vamos lá.

Jornada de compra na segmentação do Facebook

A jornada de compra é um processo muito importante para a segmentação no Facebook. Afinal de contas, é desperdício de tempo enviar um conteúdo feito para descoberta de dores para pessoas que já estão pensando considerando a solução de um problema.

Por isso é necessário manter um controle do que é mais relevante para cada pessoa do seu público. Manter réguas e automações que acompanhem os estágios do seu público é muito importante. Tão importante quanto é entregar o anúncio ou conteúdo certo para cada etapa.

Se você não conhece as etapas da jornada de compras, vamos relembrá-las:

  • Aprendizado e Descoberta – quando o interesse sobre o problema para qual seu produto é uma resposta ainda está começando;
  • Reconhecimento de problema – quando a pessoa começa a perceber que precisa tomar uma atitude para solucionar o problema;
  • Consideração de decisão – quando o potencial cliente começa a procurar por um meio de resolver o obstáculo;
  • Decisão de compra – quando o cliente finalmente começa a decidir entre você e seus concorrentes como opções para resolver seu problema e fechar a questão.

Se você quiser entender melhor o funcionamento da jornada de compras, baixe nosso Webinar sobre Inbound Marketing no formulário abaixo.  

Webinar Inbound marketing: Transformando desconhecidos em clientes

Descubra como o Inbound Marketing pode aumentar as suas vendas e atrair novos clientes para o seu negócio.

Público Nativo vs Público Personalizado

Existe uma questão importante ao segmentar públicos no Facebook: é melhor usar o público nativo ou trazer um público personalizado? Muitos profissionais não sabem as diferenças entre as opções.

Muitos cursos de Marketing Digital explicam como criar um público personalizado, mas não comparam essa opção com a de fazer uso do público nativo. É muito importante saber quando usar cada um deles.

Para começar, o Público Nativo é todo o público do Facebook que tem aproximação aos interesses que você vai descrever. Você vai estar anunciando para pessoas das quais não tem qualquer informações. A única pessoa que vai conter dados, nesse caso, é o Facebook.

Já o Público Personalizado é aquele sobre os quais você está entregando as informações. Isso significa que você vai pegar pessoas que estão, por exemplo, registradas na sua newsletter ou com as quais já está interagindo por telefone. É assim que você vai fazer, por exemplo, o Remarketing no Facebook.

O Público Personalizado pode ter dados trazidos pela empresa de várias fontes. O Facebook lista as seguintes:

  • Tráfego do Site (através do Pixel do Facebook);
  • Arquivo de clientes (upload de uma planilha com dados de WhatsApp ou e-mail);
  • Atividade em aplicativos (usuários de aplicativos de sua propriedade);
  • Atividade offline (pessoas que visitaram seu marketplace ou eventos);
  • Vídeos (pessoas que visualizaram seus vídeos no Facebook);
  • Perfil comercial do Instagram (pessoas que interagiram com sua conta ou anúncios);
  • Formulário de cadastro (pessoas que preencheram dados a partir de anúncios para captar lead no Facebook);
  • Experiência instantânea (pessoas que abriram suas experiências interativas em dispositivos móveis);
  • Página do Facebook (apenas usuários que interagiram com sua página ou a curtiram).

Lookalike

Existe ainda uma opção de público chamada Público Semelhante, ou Lookalike. Ele é a combinação dos dados fornecidos pela empresa com os dados nativos do Facebook.

Funciona mais ou menos assim: você seleciona uma definição como se fosse realizar uma campanha para Público Personalizado ou copiando os dados de um público já usado em anúncios.

Depois, o Facebook irá fazer uma pesquisa na própria base sobre as informações das pessoas que pertencem ao público personalizado ou atingido pelo anúncio selecionado. Em seguida, ele irá oferecer o seu novo anúncio a um público nativo que seja o mais semelhante possível àquele que você selecionou.

Acertando os interesses na segmentação do Facebook

Certo, você já definiu o público e agora vai traçar as preferências demográficas e de interesse. Essa é uma parte que é muito comum usar errado ao fazer segmentação no Facebook.

O erro mais comum é ampliar ou diminuir demais o seu público e perder a eficiência do anúncio. Um público grande demais irá deixar seu anúncio muito espalhado e terá pouca chance de atingir com eficiência.

Já um público muito restrito dificilmente vai te ajudar a vender tanto quanto você tem como meta. É preciso encontrar um meio termo.

Limitar, excluir e adicionar interesses

O principal problema na hora da segmentação no Facebook é saber como funciona a ferramenta de interesses. Elas são úteis para atingir pessoas com maiores chances de fechar negócio.

Entretanto, as pessoas tendem a adicionar muitos interesses, páginas semelhantes, demografias e outras segmentações. Acontece que ao adicionar, você está sempre aumentando o seu público.

Por exemplo: se você acrescentar interesses em fotografia e casamentos, não vai estar anunciando apenas para pessoas que gostam das duas coisas. Qualquer pessoa que goste ou de fotografia ou de casamentos será entendido pelo Google como audiência potencial.

Para que os dois interesses sejam combinados, você deve primeiro acrescentar um deles, como no nosso exemplo fotografia. Então, deve clicar em “limitar público” abaixo da caixa e escrever o interesse casamento. Agora seu anúncio irá apenas para pessoas que tem os dois interesses.

Também é possível excluir pessoas com determinados interesses. Para isso, clique em “Excluir pessoas” e digite o interesse para o qual você não deseja compartilhar seu anúncio.

Usando o termômetro de alcance estimado

Sempre que você mexer no público do seu anúncio, o Facebook irá te ajudar a entender como isso influencia sua audiência através do termômetro de Tamanho de Público. Ele mostra se você está com um público grande demais para ter eficiência no objetivo do anúncio ou se você tem um público muito pequeno.

Acompanhe as variações do termômetro e tente mantê-lo sempre próximo do centro. Dessa forma você tem um controle maior sobre quem está sendo atingido sem se restringir demais.