O ano de 2020 está chegando ao fim e agora queremos trazer nossa visão sobre as tendências de marketing digital para 2021.

Sempre que falamos sobre tendências é importante alinhar as expectativas: Não estamos querendo reinventar a roda ou fazer um exercício de futurologia. Ninguém é capaz de prever o futuro. Portanto, o que falaremos neste post diz mais respeito a movimentos que já estão acontecendo no mercado (e que deverão ganhar ainda mais força em 2021).

Este post é baseado em nosso primeiro episódio do podcast Next Level da Mirago em que convidamos Rafael Oshiro, fundador da Seek Web e nosso professor dos cursos de SEO para bater um papo com a gente e trazer sua visão sobre Tendências de Marketing Digital. A íntegra você pode conferir no vídeo abaixo.

O fruto deste papo está resumido neste post. Vamos às principais tendências discutidas?

1. Lives

O movimento de lives explodiu com a pandemia. Já era uma ferramenta importante para marcas e pessoas antes de 2020 é verdade, no entanto, houve um movimento muito forte das marcas utilizando as lives para se relacionar com seu público.

Esta é uma tendência de marketing digital que deve continuar forte para 2021. Mas um detalhe: é importante não inserir lives em sua estratégia porque “todo mundo está fazendo”. Entender seu público e sua jornada é fundamental para avaliar se faz sentido ou não utilizar os vídeos ao vivo em sua estratégia.

2. Live Commerce

O live commerce começou na China há algum tempo atrás e por lá ganhou muito sucesso com as marcas utilizando o poder de eventos ao vivo + infuenciadores + vendas.

Vimos um movimento parecido no mercado brasileiro em 2020, sobretudo na Black Friday. Várias grandes marcas utilizaram esta estratégia na última sexta feira de novembro deste ano. Algumas marcas como Magalu, Centauro e Via Varejo fizeram shows ao vivo com celebridades e influenciadores com o objetivo de chamar a atenção do público para o entretenimento e, ao mesmo tempo, fazer ofertas de produtos em promoção.

Este novo formato que chega por aqui parece ser uma tendência não só de grandes marcas mas também de pequenas e médias em 2021.

3. Plataformas conversacionais

O consumidor evoluiu e, com ele, as marcas estão se adaptando. Em casos de empresas que atuam com B2C, o contato por telefone ou por e-mail nem sempre é fácil, o que faz com que as empresas tenham que se reinventar e testar novas alternativas para atender, se relacionar e vender.

Neste sentido, as plataformas conversacionais integradas tem ganhado relevância e devem ser uma tendência de marketing digital para 2021. Algumas plataformas como a Blip da Take já fazem isso muito bem.

Além destas plataformas, o WhatsApp deve continuar em alta em 2021. No caso específico do WhatsApp a ferramenta tem um potencial imenso de se tornar ainda mais relevante para as empresas com a possível liberação de pagamentos dentro da ferramenta WhatsApp Business.

O Facebook está com a ferramenta pronta desde a metade de 2020 e só não está funcionando por aqui ainda (no momento em que escrevo este post) pois o Banco Central brasileiro impediu que isto acontecesse, citando como motivo garantir “um adequado ambiente competitivo”.

Com esta possível liberação existe um potencial incrível de maior adoção por parte das empresas e consumidores. Além do pagamento, outras ferramentas do WhatsApp contribuem muito para sua utilização, como o catálogo de produtos e o botão de carrinho, recém implementados no app.

4. SEO – Foco em performance

O SEO permanece relevante em 2021, não como algo novo, é claro. O Oshiro destacou muito a importância de fazer o “arroz com feijão” bem feito. Num cenário em que muitas empresas estão olhando somente para mídias sociais, quem está investindo em SEO pode se destacar mais à frente.

Além disso, em maio de 2021 o Google deverá implementar uma mudança que deve ter um impacto significativo no algoritmo de busca que são a maior relevância para as “métricas vitais da web” ou Core Web Vitals.

Basicamente são 3 métricas que estão relacionadas à performance e velocidade de carregamento de um site. Trata-se de algo mais técnico e que provavelmente um profissional de desenvolvimento seja necessário para realizar otimizações.

Avalie seu site no Page Speed Insights e, se obtiver notas baixas em termos de desempenho, preocupe-se em ajustar isso o quanto antes.

5. Pesquisas por Voz

O Oshiro comentou que em 2020 as pesquisas por voz tiveram um crescimento menor do que ele achava que seria. No entanto, ainda considera uma forte tendência de marketing digital para 2021.

A penetração do mobile, aliada a melhor velocidade de conexão, facilidade de uso e ferramentas cada vez melhores é a combinação perfeita para que este tipo de busca continue crescendo forte nos próximos anos.

No momento de pensar seu conteúdo para o Google, considere inserir respostas curtas e objetivas que consigam entregar um valor rápido para o usuário que está buscando algo.

Uma boa dica aqui é abusar da regra: 5W2H. Procure, sempre que possível, responder a uma pergunta de um usuário com esta prática:

  • What (O que)
  • Why (Por que)
  • Where (Onde)
  • Who (Quem)
  • When (Quando)
  • How (Como)
  • How Much (Quanto custa)

Ao responder a maioria destas questões você se certifica de estar produzindo um conteúdo de valor, respondendo suas principais dúvidas de forma objetiva e clara.

Se o seu conteúdo estiver entre os cinco primeiros resultados do Google ele pode ser o resultado escolhido para responder a uma pesquisa por voz.

6. Anúncios Pagos mais caros

Em 2020 muitos anunciantes sentiram um aumento dos custos para anunciar nas principais plataformas de compra de tráfego (como Google Ads e Facebook Ads), sobretudo no segundo semestre.

Este aumento provavelmente foi ocasionado pela pandemia já que muitas marcas começaram a investir na internet neste período (e outras que já investiam, passaram a investir mais). É claro que esta não é uma regra para todos os negócios, mas houve um aumento generalizado em vários setores.

Para 2021, espera-se uma ligeira queda na inflação de custos, sobretudo nos primeiros meses do ano, no entanto, provavelmente é algo que deve continuar num patamar mais alto no próximo ano. De certa forma isso já acontece com o tempo, no entanto, a pandemia acelerou muito este processo.

Neste sentido, as empresas precisam estar atentas para não depender exclusivamente de tráfego vindo de canais pagos. Num momento como este em que os custos aumentaram de forma significativa, ter outros canais que suportem a estratégia de negócios não só é desejável como também podem ser a única solução para manter o negócio em pé (sobretudo se você tiver margens apertadas).

7. LGPD começa a valer (de verdade!)

A LGPD entrou em vigor em agosto de 2020, mas em 2021 este é um ponto em que as empresas deveriam se preocupar. O Oshiro comentou que não tem visto um movimento forte de seus clientes e outras empresas que conversa no sentido de estarem com a “casa em ordem” para a nova lei. Confesso que eu também tenho visto o mesmo por aí.

É claro que muitas empresas já se adequaram, mas arrisco a dizer que a grande massa de pequenas e médias empresas ainda não está devidamente preparada.

Nossa dica: procure profissionais especializados para ajudar nesta adequação. A partir de 2021 o governo brasileiro terá um órgão responsável por fiscalizar empresas e instituições para verificar o cumprimento da lei. Em caso de descumprimento, a empresa poderá sofrer penalidades e multas.

8. Inteligência Artificial

Pra falar a verdade inteligência artificial tem sido apontada como uma tendência de marketing digital há algum tempo, mas não tivemos como deixá-la de fora neste bate papo.

A tecnologia está cada vez mais presente em nosso dia a dia, sobretudo dentro das principais ferramentas que utilizamos diariamente. O aprendizado de máquina tem sido uma grande força que vem sendo implementada em diversas soluções como:

Ferramentas de tráfego Pago

O relatório de recomendações do Google Ads é um exemplo – é o aprendizado de máquina nos ditando o que é melhor para nossa conta de anúncios.

Os anúncios com objetivos de conversão no Facebook utilizam as informações do pixel para entregar melhores resultados (buscando pessoas com perfil semelhante às que já converteram).

Ferramentas de Landing Pages

O Unbounce, uma ferramenta de construção de landing pages utiliza a inteligência artificial (aprendizado de máquina) para oferecer as melhores versões de uma página para otimizar as conversões.

Ferramentas de Automação e E-mail Marketing

Uma ferramenta como a Active Campaign hoje possui uma funcionalidade que dispara um e-mail de uma automação, por exemplo, no melhor horário para cada pessoa. Ex: o fulano A abre mais e-mails pela manhã e a fulana B abre mais e-mails à noite, então a ferramenta entende essa padrão e fará os disparos nos horários com maior probabilidade de abertura.

Todos estes são exemplos de aprendizado de máquina à serviço da otimização, uma tendência de marketing digital que deve continuar forte em 2021.

9. Podcasts continuam fortes

Os podcasts continuam sendo uma tendência para 2021, mesmo já tendo explodido nos últimos anos. As marcas entenderam seu poder e devem investir em conteúdo por meio deste formato.

O Oshiro destacou a importância de entender se a mídia faz sentido para sua estratégia como um todo e não apenas fazer por fazer. É isso mesmo!

Pelo fato de estar em alta significa que a quantidade de conteúdo produzido aumentará consideravelmente, portanto, é preciso entender se faz sentido para a empresa, se ela conseguirá entregar um conteúdo de valor para sua audiência e, por fim, se terá a consistência na entrega. São coisas importantes a refletir antes de cair de cabeça neste universo!

10. Análise de Dados

Uma das principais tendências de marketing digital para 2021 e que o mercado pedirá muito é a competência de análise de dados. No podcast falamos que não é necessário um profissional de marketing ou empreendedor se tornar um cientista de dados, mas será cada vez mais importante que você entenda conceitos básicos deste campo como análise estatística, extração de informações de banco de dados, ferramentas de BI e assim por diante.

Eu sei, pode parecer muita coisa ter que entender tanta coisa de marketing digital e ainda ter que estudar análise de dados, mas é uma realidade e acredito muito que esta competência será cada vez mais exigida pelas empresas. Fique de olho.

11. TikTok

O Oshiro destacou em nosso bate papo que já vinha falando sobre TikTok ainda em 2019 quando pouca gente ainda falava desta mídia social. Em sua visão, esta rede deve continuar crescendo forte em 2021 e deve despertar ainda mais interesse das marcas que poderão anunciar diretamente por lá.

Concluindo

Falamos aqui sobre 11 tendências de marketing digital para 2021 que acreditamos que virão fortes. E você, o que acha? Esquecemos de falar de alguma coisa importante em sua visão? O que está enxergando como relevante para o próximo ano? Compartilhe aí com a gente nos comentários ;)