Quer abrir uma agência digital? Participe da Semana Start sua Agência!

Pesquisa de palavras-chave

Todo bom trabalho de SEO começa com uma boa pesquisa de palavras-chave. Entender a forma como as pessoas buscam por informações é muito importante para definir que tipos de conteúdo devem ser criados.

As palavras-chave são um dos conceitos mais importantes do marketing digital. Profundamente ligadas ao SEO, elas são os termos de pesquisa que ajudam os usuários a encontrar o seu conteúdo.

Este artigo faz parte do Curso SEO Básico – Gratuito Online. Para se aprofundar no tema, acesse a página do curso.

Conheça o curso

Esse artigo faz parte do Curso de SEO Básico da Mirago. Para mais informações sobre otimização em mecanismos de busca, acesse a página do curso.

As palavras-chave, também chamadas de termos de busca ou frases-chave, devem fazer parte do seu planejamento de um site, de seus conteúdos e até de postagens em redes sociais e anúncios pagos.

Vamos entendê-las melhor?

O que são Palavras-Chave

Palavras-chave, tradução do termo keyword, são os principais componentes de uma pesquisa na internet. Elas são os termos que os usuários escrevem no buscador para expressar sua dúvida e encontrar a solução de um problema.

Quando busca algo no Google, você normalmente escreve palavras para expressar o que procura, certo? Esses são os termos de busca. São eles que demonstram o interesse do público em determinados assuntos.

Por exemplo: quando o Google monitora quantas buscas estão acontecendo para “Rock in Rio” em diferentes intervalos de tempo, ele mostra quando o interesse sobre o assunto subiu.

Para os profissionais de marketing digital, é essencial entender quais palavras-chave tem mais buscas, maior interesse do público ou sazonalidade. Abaixo explicamos melhor a importância delas.

A importância da Palavra-chave no marketing digital

O marketing foi profundamente influenciado pelas mudanças trazidas pela internet. Com a atenção das pessoas migrando para o computador, o Google se tornou uma parte essencial do comportamento humano.

Por isso os negócios passaram a ter que dedicar tempo e estratégia para as palavras-chave. Acontece que no começo dos mecanismos de busca, bastava ajudar os mecanismos de busca nas indexações para estar na primeira página. Hoje a competição é bem mais acirrada.

O SEO se tornou um mercado por si próprio, com agências especializadas e ferramentas de auxílio. Isso porque colocar um site na primeira página se tornou essencial. Mas apenas estar no topo não basta: é preciso estar no termo certo.

Como escolher quais palavras usar no seu conteúdo

Existem muitos pontos a serem levados em conta na hora de escolher quais palavras-chave trabalhar nos seus artigos e no seu site. Devemos levar em conta o número de buscas por cada palavra, o que está sendo buscado e até as oportunidades de negócio geradas.

A seguir, vamos detalhar cada uma das informações que você precisa ter sobre uma palavra-chave para decidir se ela vale a pena ou não.

Volume de busca

O volume de busca é a quantidade de vezes que um termo é pesquisado. Normalmente ele é medido usando um mês como intervalo de tempo, mas é possível pesquisar por semanas, dias e até ano.

A importância do volume de busca na decisão sobre as palavras-chave é um entendimento sobre o retorno potencial de se trabalhar com ela. Se o termo tem muitas buscas, ele vai trazer muito tráfego para quem estiver na primeira página.

volume de palavras chave
volume de palavras chave

Isso não quer dizer que você deve abandonar os termos que tem uma quantidade menor de buscas. Isso porque existem as chamadas Palavras-Chave de Cauda Longa, que ajudam a posicionar outros termos de pesquisa e servem de apoio para conteúdos que competem em palavras mais difíceis.

E por falar em dificuldade de ranqueamento…

Dificuldade de Ranqueamento

Um maior volume de buscas nem sempre é sinônimo de maior dificuldade para ranquear. Apesar disso, existe sim uma relação. Isso porque palavras com mais volume atrairão mais competidores, aumentando a dificuldade.

Palavras-chave que atraem mais oportunidade de negócio possuem competição mais pesada. Enquanto isso, as palavras-chave com muitas buscas mas poucas oportunidades acabam tendo menos competidores.

Tenha na cabeça que as oportunidades de negócio variam de empresa para empresa. Pode ser que seu negócio tenha um grande interesse em determinadas palavras-chave que não tem muita competição.

A dificuldade de ranqueamento pode ser um sinal de que determinadas palavras-chave valem mais a pena do que outras.

Não existe uma fórmula de bolo. Se fizer sentido competir por uma palavra-chave mais difícil com alto retorno, entre na disputa. Se fizer mais sentido ir atrás de termos menos competitivos com retorno médio, siga esse caminho.

Objetivos do conteúdo

Não basta saber se uma palavra-chave tem volume e é difícil de ranquear. É preciso saber o que fazer com o termo. Isso significa que você tem que ter um objetivo com o conteúdo produzido.

Traçar um objetivo de conteúdo passa por três passos:

  1. Entender a intenção de busca do termo – pesquisar quais informações são do interesse do público ao pesquisar uma palavra-chave;
  2. Fazer uma análise da concorrência – descobrir o que os concorrentes da palavra pretendem ao se posicionar para ela;
  3. Saber onde você quer chegar ao se posicionar para o termo – entender porque vale a pena para seu site se posicionar naquela palavra-chave.

Esse último ponto é justamente onde se traça o seu objetivo de conteúdo. Isso quer dizer que você precisa saber em que estágio do Funil de Vendas uma pessoa vai estar ao chegar no seu site por esta busca. Também é preciso planejar o que seu conteúdo fará para ajudar o visitante a avançar na Jornada de Compras.

Com quem você está falando?

A melhor forma de se posicionar bem para um termo é saber quem está pesquisando por ele. Que tal, por exemplo, dar uma pesquisada em “vinho sem álcool“?

Ao olhar o conteúdo que está posicionado nesse termo, descobrimos que ele se direciona para pessoas que não podem beber álcool por motivos de saúde, religião ou sobriedade.

Portanto, ao produzir o seu conteúdo para este termo você precisa falar com as pessoas que estão o pesquisando. Isso ajuda a determinar se as palavras-chave valem a pena para o seu negócio.

Antes dessa decisão, você precisa ter determinado suas buyer personas. Se os termos de busca são pesquisados por pessoas que se enquadram nelas, então com certeza a palavra-chave vale à pena.

Ferramentas de busca de palavras-chave

Existem várias ferramentas práticas para a pesquisa de palavras-chave. Algumas das mais úteis são:

  • SEMRush – uma das ferramentas mais completas, ajuda a escolher bem as palavras-chave que serão trabalhadas e ficar de olho no seu posicionamento para cada uma delas;
  • Google Keyword Planner – a ferramenta do Google para planejamento de palavras-chave é perfeita para selecionar quais usar em anúncios;
  • Ubersuggest – ferramenta grátis, ajuda a encontrar informações sobre os termos, como volume de busca, custo por clique em anúncio e dificuldade de ranquear.

Cauda longa ou semente?

As palavras-chave “semente” são aquelas que servem como base para o seu negócio. Se você tem uma agência, por exemplo, a base seria “marketing” ou “marketing digital”. Entretanto, essas são palavras-chave muito competitivas. Se focar apenas nelas, dificilmente você vai ver retorno.

É nesse momento que entram em ação as palavras-chave de cauda longa. Elas são palavras com menor procura, mas que carregam outras vantagens.

Entre as possíveis vantagens que fazem uma palavra-chave de cauda longa mais interessante estão:

  • Alta intenção de compra do visitante;
  • Grande relação com palavras-chave semente para auxiliar outros artigos a se posicionarem;
  • Possibilidade de aumentar a variedade de artigos para atrair seu público em diferentes estágios do funil de vendas.

Como se planejar para trabalhar diferentes termos

Existem muitos termos a serem explorados por qualquer negócio. A atenção que cada um exige varia de acordo com a dificuldade de posicionamento. Isso quer dizer que você precisa dedicar mais esforço para a palavra-chave “marketing” que para a palavra-chave “preço de serviços de marketing”.

Quando um termo é altamente disputado, mas conta com um grande volume de buscas, vale a pena investir em conteúdos mais completos. Isso significa que uma página ou artigo com mais de 1500 palavras é um esforço necessário.

O esforço ao trabalhar palavras-chave de cauda longa pode ser menor. Textos com 900 palavras são uma excelente medida, mas se não houver muito a ser dito tente atingir ao menos 500.

Palavras-Chave no SEO

O SEO não é o único momento do Marketing Digital em que se deve trabalhar termos de busca. Ainda assim, é no SEO onde mais se usam palavras-chave. Por causa disso, muitas ferramentas especializadas, como o Yoast SEO, são parte importante do conhecimento do profissional de marketing.

Ao trabalhar as palavras-chave no SEO, é importante sempre ter em mente que elas servem para a indexação pelo Google. Se você fizer os robôs do mecanismo de busca entenderem quais assuntos estão em tópico, vai ter melhores resultados.

Para trabalhar melhor os termos de busca no SEO, é importante entender seu uso. A seguir explicamos os principais.

SEO Title e Metadescrição

O que aparece quando você faz uma busca no Google? Os resultados em forma de link costumam contar no mínimo com um título e uma descrição. Essas duas são ferramentas importantes na indexação da sua página no Google.

O título, ou SEO Title, é a forma como o público vai ter o primeiro contato com sua página. Em geral, é interessante que a palavra-chave esteja em evidência. Isso significa que ela precisa estar no começo desse título.

A Metadescrição também precisa contar com a palavra-chave em foco. Isso ajuda os robôs do Google a entenderem que aquele termo é o mais importante da página.

Sites WordPress ajudam a gerar o SEO Title e a Metadescrição a partir do seu título e do começo do artigo, respectivamente. Além disso, se você usar o Yoast SEO terá maior controle sobre esses dois elementos.

URL Amigável

Outro fator importante para o usuário e para as máquinas é que o endereço da página ou artigo contenham a palavra-chave. Isso porque é comum que os sites gerem URLs compostar por números.

É possível configurar para que o link permanente do WordPress seja gerado a partir do título do artigo, evitando ter que alterar um a um.

Palavras-chave no intertítulo

Outra questão importante para que o Google entenda qual a palavra-chave do artigo é usá-la nos intertítulos. Nesse artigo que você está lendo, por exemplo, a palavra-chave é justamente “palavras-chave”. Que tal contar quantos intertítulos contam com ela?

Os intertítulos são um fator muito importante na escaneabilidade do texto. Se quiser entender mais sobre como escrever bem para o SEO, leia mais sobre webwriting.

Palavras-chave ou palavras-chaves?

Uma dúvida comum sobre termos de busca é se o plural correto é palavras-chave ou palavras-chaves. Apesar de parecer uma questão simples, não é bem assim.

A regra gramatical diz que quando uma palavra é formada pela combinação de dois substantivos, ambos vão para o plural. Entretanto, a regra também diz que se o segundo substantivo serve para especificar o uso do primeiro, ele fica no singular.

Como neste caso o substantivo “chave” serve apenas para especificar o uso do substantivo “palavra”, a regra de exceção se aplica. Portanto, o correto é palavras-chave.

Anúncios Pagos e as palavras-chave

Outro uso muito importante para as palavras-chave são em anúncios pagos. Isso é mais específico ainda para Google Ads e Bing Ads. Nestas ferramentas, as palavras-chave servem para determinar quais termos irão receber seu anúncio.

Escolher as palavras-chave para anúncios pagos exige levar em conta mais um fator: o preço pago por clique. Existem dois principais fatores que influenciam quanto você vai pagar por clique em cada anúncio:

No caso do leilão, o Google considera não apenas o valor que cada um está disposto a pagar para aparecer. Além dele, é considerado também o Índice de Qualidade, um número que o Google atribui ao seu site dependendo de quão relevante ele é para cada assunto.

O que são palavras-chave negativas

As palavras-chave negativas são uma forma de dizer ao Google Ads quais os termos nos quais você não quer ter seu anúncio veiculado. Digamos, por exemplo, que você tenha um curso de costura e queira anunciar justamente para o termo “curso de costura”.

Entretanto, se você simplesmente listar esse termo, o Google pode acabar mostrando seu curso também para quem pesquisa “curso de costura grátis”. Você provavelmente não quer que seu anúncio apareça ali, certo?

Para evitar esse problema, basta listar “grátis” como uma palavra-chave negativa. Com isso, seu anúncio não vai aparecer para quem procurar com essa palavra.

Como encontrar?

Não existem muitas ferramentas que ajudem a encontrar palavras-chave negativas. Para resolver isso, existe um caminho a ser feito usando o Google Keyword Planner.

Primeiro, coloque o termo que pretende anunciar na ferramenta para ver as sugestões. Por exemplo: “comprar carros”.

Ao pesquisar no Keyword Planner pelo termo, você vai encontrar complementos como:

  1. Comprar carros usados;
  2. Adquirir carros importados;
  3. Comprar carros antigos;
  4. Compra de carros semi-novos;
  5. Comprar carros baratos.

Se você vende carros usados e semi-novos, mas não importados e antigos, então as palavras-chave negativas ajudam. Basta negativar “antigos” e “importados”.

Palavras-chave nas Redes Sociais

As palavras-chave também tem função nas Redes Sociais. Isso porque elas usam seu próprio sistema de indexação, as hashtags.

Usar hashtags para suas postagens é importante para associar suas postagens nas mídias sociais com o público que você quer que as encontre. O Instagram é particularmente interessante para isso, já que muitas pessoas seguem tags.

Palavras-chave para diferentes estágios do Funil de Vendas

Ao trabalhar uma palavra-chave, seja para pesquisas orgânicas ou anúncios pagos, é importante prestar atenção em como elas se relacionam com o Funil de Vendas.

Isso porque as palavras-chave tem diferentes níveis de intenção de compra. Por exemplo: quem busca por “carros usados” está mais longe de realizar um negócio do que quem busca “comprar carros usados”.

Para entender melhor o estágio do funil em que cada usuário está ao buscar, é muito importante realizar pesquisas de intenção de busca.

Além disso, o conteúdo precisa estar condizente com esse estágio. Se quiser ter uma noção melhor de como traçar uma estratégia de conteúdo para diferentes estágios do funil, procure entender melhor o conceito de territórios de marca.

Para se aprofundar ainda mais no assunto, leia nosso artigo sobre marketing de conteúdo.

O seu próximo passo…

Agora que você entendeu para que servem as palavras-chave, é hora de aprender como fazer uma pesquisa de palavras-chave.

Também pode ser interessante estudar mais sobre SEO no nosso curso de SEO Completo ou Google Ads no nosso curso de Google Ads – Pesquisa.

Professor
Dúvidas
Fórum de dúvidas disponível apenas para assinantes.

Você deve concluir pelo menos 50% do curso para avaliá-lo.

Exclusivo para Assinantes

Comece Gratuitamente

Crie sua conta Grátis e tenha acesso aos cursos ao vivo e muito mais.

Seja um Assinante

Tenha acesso ilimitado aos cursos, materiais, certificados e muito mais.

do
zero
à
recorrência
Evento 100% gratuito e online
27, 28 e 29 de julho às 19h

Utilizamos seus dados para oferecer uma experiência mais relevante ao analisar e personalizar conteúdos e anúncios em nossa plataforma e em serviços de terceiros. Ao navegar pelo site, você autoriza a Mirago a coletar estes dados e utiliza-los para estes fins. Consulte nossa Política de Privacidade em caso de dúvidas.