O que é SEO (Search Engine Optimization)?

Acesse essa aula GRATUITAMENTE Já possui uma conta?
Por que alguns sites ficam bem posicionados no Google e outros não? O que faz o seu site ser relevante? Entenda como o SEO (Otimização para Mecanismos de Buscas) pode ajudar seu site a ter mais visitas gratuitamente e gerar leads mais qualificados.

SEO é a sigla para Search Engine Optimization. Em português podemos traduzir como Otimização para Mecanismos de Busca.

Este artigo faz parte do Curso Marketing Digital Grátis para Iniciantes – Online. Para se aprofundar no tema, acesse a página do curso.

O SEO consiste, basicamente, em otimizar o seu site para que ele tenha uma maior visibilidade na busca orgânica (gratuita) do Google. É verdade que temos outros buscadores, como o Bing, por exemplo, no entanto, no Brasil o Google praticamente domina o mercado, portanto, é pra ele que otimizamos nossos sites.

Como o Google funciona?

Todos sabemos que a internet alterou radicalmente o comportamento do consumidor. Nas últimas duas décadas o Google revolucionou a maneira de encontrarmos informação na internet por meio de sofisticados algoritmos que organizaram boa parte da informação disponível na web.

Para entender melhor como o Google conseguiu resolver esse grande desafio (continuando a aperfeiçoar isso até os dias atuais), vamos ver um vídeo do Matt Cutts.

Matt é um ex-engenheiro do Google responsável por uma equipe de spam na web. Nesse vídeo, Cutts apresenta de modo simples como o Google funciona. Veja:

É fácil entender explicando dessa forma, não é? A grandeza do Google como empresa foi conseguir tornar muito fácil o acesso a informações de qualidade por meio de seu buscador. Apesar do Google tornar isso extremamente simples para o usuário, a lógica por trás desse mecanismo é complexa.

Para entender melhor de SEO é importante entender a missão do Google:

“Nossa missão: organizar as informações do mundo e torná-las acessíveis e úteis para todos.”

Por que o SEO se tornou tão importante?

Com o crescimento e melhoria das buscas pelo Google, cada vez mais pessoas foram atraídas a consumir seus serviços diariamente. E, com eles, obviamente, as empresas passaram a se interessar por essa audiência.

Ora, se as pessoas utilizam o buscador para encontrar as informações de que precisam, então obviamente os primeiros resultados dessas buscas tem muito valor, certo?

Isso é óbvio hoje, mas nem sempre foi assim. A realidade é que no início desse processo uma minoria conseguiu visualizar o que estava para acontecer nos próximos anos. O SEO realmente começou a ganhar força nos últimos 10 a 12 anos aqui no Brasil. Antes disso sabia-se muito pouco sobre o assunto.

Com o maior entendimento do poder que o Google tinha em mãos, as empresas começaram então a se organizar e juntar esforços – se unindo a agências especializadas, consultorias e outros players – para perseguir as primeiras posições no Google.

SEO (orgânico) vs Links Patrocinados (pago)

É importante entender a diferença entre SEO e PPC. Por isso, é preciso deixar claro que SEO não tem nada a ver com campanhas de links patrocinados no Google.

O PPC (Pay per Click) está relacionado aos links patrocinados e está disponível na maioria dos mecanismos de busca. O Google Ads é a plataforma self-service do Google, em que você poderá anunciar nas redes de pesquisa e display (incluindo o youtube e aplicativos da Google Play).

No caso das campanhas de links patrocinados você investe um valor para que seus anúncios apareçam nas redes do Google e isso traz resultados no curtíssimo prazo já que os anúncios começam a ser exibidos, na maioria dos casos, alguns minutos ou no máximo algumas horas logo após a criação. É a parte em vermelho na imagem abaixo (e aparecem com a palavra “anúncio” ao lado).

Já para aparecer bem posicionado no Google orgânico não existe nenhuma forma de pagamento ou resultado à curtíssimo prazo. Mas isso é assunto para o próximo tópico.

Como aparecer na primeira página do Google utilizando o SEO?

Antes de tudo, para aparecer bem posicionado na primeira página do Google utilizando o SEO é preciso entender algumas coisas:

  • Existem centenas de fatores que são considerados pelos algoritmos do Google para ranquear uma página;
  • Ninguém sabe exatamente quais são todos esses fatores, embora tenhamos bem mais claro hoje muitos deles;
  • A competição nesse campo do SEO aumentou muito nos últimos anos (todos querem estar na primeira página);
  • Para conquistar (e manter) um bom posicionamento no Google geralmente é necessário um trabalho de médio a longo prazo (os resultados não são imediatos);
  • Muito estudo, dedicação e persistência estão envolvidos no processo. Muitas horas de trabalho árduo.
  • Não há como ter nenhuma garantia de que você conseguirá estar no topo da primeira página orgânica para determinados termos-chave, mesmo fazendo tudo certo. Aliás, se alguém lhe prometer isso, desconfie.

Vendo essas afirmações acima, parece desanimador, não é mesmo? Mas calma. Todo esse esforço pode ser extremamente recompensador. Vamos entender alguns conceitos do SEO.

SEO – Otimização On Page

Quando falamos de fatores On Page, significa que devemos otimizar os elementos que estão dentro de nosso site. Embora isso seja uma tarefa básica de SEO, infelizmente ainda hoje, muita gente não o faz adequadamente.

Explicando melhor: Para que o buscador (Google Bot) consiga correlacionar o conteúdo de nossa página ao termo de busca utilizado, devemos ter vários elementos de nosso site otimizados para que o Google consiga “escanear” nosso conteúdo e entender que somos relevantes para determinada busca.

Abaixo estão os alguns dos principais fatores de otimização On Page.

Título (title tag)

O título principal daquela página. Recomenda-se o uso da palavra-chave no título.

URL amigável

Uma URL fácil de se entender. Em vez de: meusite.com.br/?p=654 a URL amigável seria: meusite.com.br/seo-para-leigos.

Meta Description

Uma descrição resumida do que o usuário irá encontrar naquela página. Pode ou não ser usada pelo Google para a exibição na SERP (Search Engine Results Page – ou Página de Resultados de Busca).

Heading Tags (ou Hierarquia de conteúdo)

Prioriza e traz hierarquia para os títulos e subtítulos de determinada página. Facilita a leitura do usuário.

Qualidade do conteúdo

O Google está cada vez melhor em trazer resultados de busca relevantes. Quanto mais qualidade seu conteúdo tiver, maiores as chances do algoritmo considerar suas páginas para determinados termos.

Palavra-chave nas Imagens

As imagens do seu site devem estar todas nomeadas (mesma lógica que URLs amigáveis – para facilitar o encontro do usuário numa pesquisa por imagens, por exemplo). Em vez de subir uma imagem chamada DSC00023354.jpg, suba uma imagem como resultados-google.jpg. Procure, sempre que possível, utilizar as palavras-chave nas imagens também.

Tag ALT nas Imagens

A tag alt (texto alternativo) é responsável por exibir um texto para deficientes visuais (com leitores de tela), além de exibir o texto em caso de imagem quebrada no site. Procure utilizar a descrição daquela imagem e inserir a palavra-chave.

Tamanho das imagens

Imagens muito pesadas podem impactar negativamente o carregamento de seu site, tornando-o mais lento, prejudicando, portanto, o SEO. Procure deixar as imagens mais leves possíveis (com poucos Kbytes).

Linkagem interna

Fazer links entre páginas internas do seu site também é uma maneira de realizar uma otimização On Page no SEO. Sempre que possível, crie links internos;

Velocidade de Carregamento

Quanto mais rápido seu site carregar, melhor. Lembre-se: O Google tem por objetivo oferecer o melhor serviço e experiência de busca ao usuário. Portanto, ter um conteúdo incrível mas um site lento fará com que seu site seja penalizado no ranking orgânico;

Design Responsivo

Website responsivo
Website responsivo

O mundo é cada vez mais mobile. Sendo assim, não faz sentido ter um site que não seja otimizado para os dispositivos móveis. Desde 2015 as buscas móveis são maiores que as buscas em desktop.

SEO – Otimização Off Page

A otimização off page está muito ligada a um termo chamado link building. Sem dúvida é o fator mais importante desse tipo de otimização em SEO e tem a ver com a origem do Google e a forma como ele utilizou seus algoritmos para dar relevância às páginas.

Link Building

De forma muito resumida, em seu início, a empresa criou o Page Rank, um mecanismo que dava relevância a uma página com base nos outros sites em que linkavam pra ele. O algoritmo do Google avaliava tanto a quantidade como a qualidade desses links (e, a partir disso, montava um ranking dos melhores resultados).

Portanto, quanto mais e melhores links apontarem para o seu site, mais relevante ele se tornará. É claro que quanto mais sites relacionados ao seu negócio apontarem para o seu site melhor (você terá mais relevância com sites com autoridade em seu mercado do que outros sites que possuem pouca relevância com o assunto que você trata).

Autoridade do domínio

Quanto mais antigo seu domínio, mais autoridade ele tende a ter. É claro que esse fator também está ligado à quantidade e qualidade do conteúdo publicado por aquele domínio ao longo do tempo.

Veremos muito mais nas próximas aulas onde esses e outros conceitos ficarão cada vez mais claros. Pra finalizar, devemos dizer que adoramos a frase abaixo e ela tem tudo a ver com o SEO:

“A melhor forma de encontrar o seu consumidor é ser encontrado por ele.”Martha Gabriel

Pense nisso.

SEO Local

Ao buscar no Google por “pizzaria” por exemplo, você vai notar que ele exibirá um mapa. Isso porque ele entende que essa é uma busca local.

Para alguns segmentos do mercado a busca local é muito importante. Os negócios locais são os que mais dependem desse tipo de otimização.

O que é um negócio local?

O negócio local é todo tipo de empresa que vende um produto ou serviço em que as pessoas precisam ir até o estabelecimento para consumir. Também se enquadram aqui, negócios que atendem na localidade do cliente, ou seja, que se deslocam até o cliente para poder prestar o serviço.

Exemplos de negócios locais: padaria, barbearia, salão de beleza, pizzaria, restaurante, bar, oficina mecânica, entre outros.

O que é a busca local?

Sempre que o Google exibe um mapa nos resultados de pesquisa é porque ele entende que a busca realizada é local. Isso porque o Google entende que a localização dos estabelecimentos é um fator relevante para encontrar a melhor opção.

Se você possui um negócio local, é fundamental se preocupar com o SEO Local (otimização para a busca local).

Primeiro, você vai aparecer para pessoas buscando empresas do seu ramo ou produtos e serviços que você oferece. Mas isso não significa aparecer para qualquer pessoa. Isso significa aparecer para pessoas com interesse no que você oferece, na região que você oferece.

Segundo, fazer SEO Local é também se preocupar em aparecer no Google Maps. Muitas pessoas buscam locais diretamente no mapa, por isso você deve garatir que sua empresa está lá.

Para isso acontecer, é fundamental que sua empresa esteja cadastrada no Google Meu Negócio e utilize essa ferramenta gratuita de maneira eficiente.

Uma vez cadastrada, a sua empresa pode exibir muitas informações relevantes no Google, como:

  • Nome da empresa
  • Endereço
  • Telefone
  • Horário de funcionamento
  • Fotos
  • Cardápio ou Lista de produtos/serviços
  • Link para serviços de agendamento (restaurantes. bares, salão de beleza, etc)
  • Avaliações de clientes
  • E muito mais

SEO para Imagens

Quando o assunto é busca, a busca por imagens tem um lugar muito representativo. Depois da busca web no próprio Google, o segundo lugar onde mais ocorrem buscas é no Google Imagens, seguido do YouTube (dados do mercado americano no gráfico abaixo).

Market Share de Mecanismos de Busca Q2 2019
Fonte: Jumpshot & Sparktoro

Por isso otimizar suas imagens é de extrema importância. Existem segmentos de mercado em que a busca por imagem ganha uma importância maior. São mercados em que as buscas costumam ser altamente visuais, como por exemplo: turismo, moda, beleza, estética, design, decoração, arquitetura, entre muitos outros.

Nesse tipo de segmento, as pessoas costumam ter uma expectativa maior de encontrar referências visuais. Portanto, capriche na otimização de imagens.

SEO para YouTube

Depois do Google, o segundo maior mecanismo de busca do mundo é o YouTube. Uma vez que o brasileiro é grande consumidor de vídeos no YouTube, é importante estar atento a sua estratégia de vídeos.

No gráfico anterior você viu que a busca dentro do YouTube é muito significativa. Sendo assim, fazer SEO no YouTube é tão importante quanto se preocupar com o SEO do seu site ou blog.

Voice Search (busca por voz)

Com a chegada das assistentes pessoais (Siri, Google Assistant, Alexa, Cortana, Bixby, etc) e também de dispositivos como a Alexa/ Echo, Google Home e Apple HomePod, a busca por voz só tende a crescer.

As novas gerações já crescem nesse novo cenário. Por isso, é cada vez mais comum encontrar crianças que mal sabem ler e escrever e já encontram tudo o que querem no YouTube usando apenas a voz.

Cerca de 20% de todas as buscas mobile já são realizadas via voz. Vale lembrar que as buscas mobile já superaram as buscas desktop no Google.

Dessa forma, pensar em SEO para buscas por voz é uma tarefa importante para quem não quer ficar para trás.

Vantagens do SEO

Existem inúmeras vantagens ao realizar a otimização do seu site, dentre elas:

  • As visitas são gratuitas, você não paga por clique;
  • Aumento significativo no tráfego do seu site;
  • No geral, visitantes da busca orgânica tendem a ser mais qualificados;
  • As pessoas tendem a associar as empresas que aparecem no topo do Google a empresas mais confiáveis;
  • Melhora no ROI (Return Over Investment).

Desvantagens do SEO

Agora vamos entender quais são os pontos negativos do SEO:

  • Dificilmente traz resultados no curto prazo, especialmente em segmentos muito competitivos;
  • Não é algo tão simples e muitas vezes exige conhecimento técnico;
  • Não depende só de você;
  • As regras podem mudar. O Google define como ele decide quem fica em qual posição, e podem haver mudanças.

O próximo passo…

É muito importante prestar atenção nas palavras-chave ou frases-chave antes de começar a trabalhar o SEO. Isso porque elas são parte importante do seu planejamento de SEO.

Além disso, se quiser se aprofundar no SEO e conhecer os termos mais usados para ter maior facilidade de compreensão, pode baixar de graça nosso e-book de SEO Descomplicado.

Professor

Ludy Amano

Fundador da Mirago, atuou como consultor de marketing digital por muitos anos. Formado em comunicação social pela ESPM, já ministrou aulas em instituições como BSP, Trevisan Escola de Negócios e Escola São Paulo. Atualmente se dedica a inovação na educação do mercado digital.
O curso

Curso Marketing Digital Grátis para Iniciantes – Online

Um Curso de Marketing Digital Grátis para Iniciantes que querem começar na Frente. Junte-se a Milhares de Alunos e Comece a estudar hoje mesmo. Inscreva-se!
Dúvidas
Mayara Maia
Mayara Maia2 semanas atrás

Site

Olá Ludy! Isso se adapta a um Site de vendas ? Se sim... Como faço pra ficar nesses 80%, como criar conteúdo pra um site de vendas? Mas especificamente um site de SemiJoias.

Avatar
edegar ferreira3 meses atrás

Links postados em comentários em outros sites ajudam de alguma forma?

Mesmo se forem pertinentes ao tema ou questões levantada pelos usuários?

Grato

Caroline Maria
Caroline Maria4 meses atrás

Links externos

Como eu consigo links externos para o meu site? Não entendi muito bem como consigo receber links e criar links de conteúdos

Avatar
Gabriel Rocha5 meses atrás

Problema em ver vídeo

Lucy, Boa noite!

Não estou conseguindo acessar aos vídeos, por conta de uma pesquisa que aparece "Gabriel, antes de continuar precisamos saber:"

Eu respondo e a página não sai. Podem verificar? Obrigado O curso e show

Lili Santos
Lili Santos6 meses atrás

indexação

Ludy, como devemos proceder caso o site nao esteja indexdo? Em minha ultima empresa, me explicaram que isso é um procedimento padrão do google e que se o site não foi indexado ainda é por que o googlebot ainda não "passou"por ele e deveríamos somente aguardar. Fiquei em duvida por que você disse que um site pode estar na internet mas nao no google...mas diante dessa explicação da agencia, isso nao poderia acontecer...

Marcela Nogueira
Marcela Nogueira9 meses atrás

Site indexado

Olá! Tentei verificar se meu site está indexado ao Google e não apareceu a informação como no vídeo aula. Então fiz a pesquisa com o site da mirago, e ainda assim aquela informação com a quantidade de paginas indexadas, que aparece na parte superior ta tela na video aula, nao apareceu.

Envie sua dúvida

Exclusivo para Assinantes

Comece Gratuitamente

Crie sua conta Grátis e tenha acesso aos cursos ao vivo e muito mais.

Seja um Assinante

Tenha acesso ilimitado aos cursos, materiais, certificados e muito mais.

Já possui conta? Faça o login.