As métricas de marketing digital podem ser comparadas a uma cabine de pilotagem de um avião. Ao olhar e entender algumas dessas métricas é possível dizer para onde um negócio ou produto/serviço está caminhando. 

E uma das grandes vantagens do Marketing Digital é justamente essa: a possibilidade de mensurar toda e qualquer atividade realizada. 

O que são métricas? 

De forma resumida, métricas são dados que nos ajudam a entender o desempenho de determinado processo, ferramenta ou canal. 

Por meio das métricas é que você será capaz de avaliar o desempenho do seu site, de suas campanhas, do seu funil, do processo comercial e assim por diante.

Por que as métricas são importantes?

Pelo fato de nos mostrar o desempenho ao longo do tempo, utilizamos as métricas para avaliar se estamos no caminho de atingir nossos objetivos ou não. Sem elas, ficamos no escuro.

Métricas de Marketing Digital X Marketing Tradicional

Em mídias tradicionais como rádio, TV, mídia impressa, mídia exterior é muito difícil mensurar os resultados de uma ação de marketing. 

John Wanamaker, um grande comerciante dos EUA do final do séc. XIX e início do século XX, tem uma frase que ilustra bem essa dificuldade: 

“Metade do meu investimento em publicidade é jogado fora. O problema é que não sei qual metade”. 

E olhe que isso foi antes do meios de massa se popularizarem, mas a frase continua sendo muito atual para alguns tipos de mídia.

Por outro lado, extrair Métricas de Marketing Digital é muito mais simples. É possível ter informação de basicamente tudo e, justamente por isso, às vezes isso acaba sendo um complicador (por mais paradoxal que seja, veremos isso mais à frente).

Quais as principais métricas de Marketing Digital?

Principais Métricas de Marketing Digital

ROI (Return On Investment ou Retorno sobre o Investimento)

Essa é uma das métricas mais utilizadas e conhecidas. Para calcular o ROI é preciso aplicar a fórmula (Receita – Investimento / Investimento) x 100. Essa métrica mede o quanto de retorno você teve a cada real investido.

No ROI o investimento é referente a todas as despesas para tornar o investimento viável. Dentre elas, alguns exemplos:

  • Investimento em mídia
  • Investimento de hospedagem de site
  • Investimento em pessoas (time de marketing/agência)
  • Investimento em ferramentas de marketing, softwares

Imagine que o investimento total foi de R$30.000,00 e a receita advinda dessa ação foi de R$ 120.000,00. O ROI dessa ação foi de 300%, ou seja, para cada real investido, retornou-se 3. 

CPL (Custo por Lead)

O cálculo do custo por lead é essencial, sobretudo para prestadores de serviços. Ter a clareza desse número (e seu histórico) pode te ajudar no planejamento de futuras ações e projetar seus resultados futuros. 

Para encontrar o custo por lead, divida o total do investimento realizado pelo número de leads conquistados.

O CPL pode ser feito por canal de aquisição. Exemplos: 

  • Custo por Lead do Google Ads
  • Custo por Lead do Facebook/Instagram
  • Custo por Lead do Linkedin
  • Custo por Lead da Mídia Orgânica (SEO)

CPA (Custo por Aquisição)

É uma métrica essencial para entender o quanto custa adquirir um novo cliente para o negócio. Da mesma forma que o Custo por Lead, o Custo por Aquisição também pode ser feito por canal de aquisição.

Para encontrar o CPA, divida o Investimento realizado em marketing e vendas pelo número de novos clientes obtidos. 

Número de Conversões 

Uma conversão é qualquer ação importante para o seu negócio (alguém que demonstrou algum interesse). As mais comuns são:

  • Formulários recebidos
  • Telefonemas
  • Whatsapp
  • Chat
  • Directs (via mídias sociais)
  • Compra 

 É importante ter um histórico de conversões para projetar resultados futuros. 

Além disso, é importante estar atento às mudanças de comportamento do consumidor. Por exemplo, nos dispositivos móveis é bem comum que as empresas ofereçam um canal de atendimento via whatsapp (algo que não existia há alguns anos atrás). 

Taxa de Conversão 

A taxa de conversão pode ser definida como: De todas as pessoas que visitaram meu site ou landing page, quantas converteram? Isso trará uma porcentagem que deve ser analisada ao longo do tempo e também deve ser entendida separadamente por canais de aquisição:

Qual a taxa de conversão do Google Ads?

Qual a taxa de conversão do Tráfego Orgânico?

E por aí vai…

Taxa de conversão no funil (por etapas)

Em estratégias de Inbound Marketing é importante mensurar as taxas de conversão por etapa do funil (topo, meio e fundo). Exemplo: De todas as pessoas que entram no Topo do Funil, qual porcentagem chega até o Meio? E dessas, quantos chegam até o Fundo do Funil? 

É importante ter esse monitoramento pois isso irá facilitar a tomada de ações para melhorar essas taxas em cada uma das etapas.

Número de Visitas 

Essa é uma métrica mais simples de entender: quantos usuários seu site ou sua Landing Page está recebendo durante determinado período de tempo?

Você pode traçar metas de crescimento baseado nessa métrica, mas é importante que ela venha atrelada a outras (como conversões, por exemplo), caso contrário somente um maior número de visitas pode não ser o melhor indicador de sucesso para sua empresa. 

Basicamente é uma métrica importante para todos os negócios, no entanto, para as empresas de mídia como portais de notícias, por exemplo, essa métrica tem um peso maior separadamente (pois ela sobrevive de publicidade, que depende do tamanho da audiência). 

Fontes de tráfego 

As fontes de tráfego (ou origem de tráfego) são os canais que direcionam o público ao seu site. Eles podem ter origens diferentes e as mais comuns são:

  • Orgânico (SEO – originado da parte orgânica dos mecanismos de buscas)
  • Pago (CPC – originado de anúncios pagos)
  • Social (originado das mídias sociais como facebook, instagram, linkedin)
  • E-mail (originado de campanhas de e-mail marketing ou automações)
  • Direto (originado de pessoas que digitaram sua URL diretamente no navegador)
  • Referência (originado a partir de outros sites que apontam para o seu)

Tráfego por Dispositivo (Mobile, Desktop, Tablet)

A mensuração do tráfego por dispositivo é uma métrica de marketing digital importante a ser analisada para entender como o consumidor que tem interesse em seus produtos e serviços está navegando pelo seu site. Se, por exemplo, 70% do seu tráfego vem de dispositivos móveis, é importante se certificar que a versão móvel do seu site seja rápida, responsiva e possua canais de atendimento de resposta rápida como o WhatsApp (se fizer sentido para seu modelo de negócios, é claro).

Métricas em e-mails

Taxa de abertura de e-mails 

Essa métrica é fácil de ser visualizada e entendida. Ela se resume no seguinte: de todos os e-mails enviados (e entregues), quantas pessoas abriram? Isso nos dará a taxa de abertura (em %)

Taxa de cliques em e-mails 

De todos os e-mails abertos, qual número de pessoas clicou em pelo menos um link do e-mail? Também teremos uma porcentagem. 

Métricas de Negócios

Além das métricas de Marketing Digital, existem outros dados que são muito relevantes para vários tipos de negócio. Conheça alguns deles:

Ticket Médio

Uma métrica muito importante é entender qual seu ticket médio. Para calculá-lo basta somar todas as vendas (receita) dividido pelo número de pedidos. Ex: Se eu vendi R$ 100.000,00 num mês e tive 500 pedidos, então meu ticket médio foi de R$ 200,00. 

LTV (life Time value) 

O conceito de Life Time Value pode ser entendido como o valor de um cliente ao longo de um tempo, ou seja,  quanto um cliente gasta com sua marca ao longo da vida. Ex. numa empresa de software pode-se descobrir, por exemplo que o LTV do cliente é de 5.000,00. Como se chega nisso? 

Calcula-se o tempo médio que um cliente fica com uma empresa x (vezes) o valor médio que ele investiu durante o período. 

No caso dessa empresa, pode ser que ela tenha descoberto que, em média, uma empresa fica 10 meses usando o serviço dela e o ticket médio é de 500,00/mês.

NPS (Net Promoter Score) 

O NPS (Net Promoter Score é uma métrica muito utilizada por diversos tipos de negócios no mundo todo. Ele é baseado numa pesquisa que está toda explicada num livro chamado “A pergunta Definitiva” de Fred Reichheld e Rob Markey, que, inclusive, teve uma versão atualizada em 2018, a versão 2.0. 

O NPS tem o objetivo de realizar a mensuração do Grau de Lealdade dos Consumidores de qualquer tipo de empresa. Sua ampla utilização se deve a simplicidade, flexibilidade e confiabilidade da metodologia.

Baseado numa única pergunta: “Fulano, qual a probabilidade de você indicar a empresa X a um amigo?” Responda de 0 a 10.

Existe uma fórmula aplicada às respostas, que, ao final, são classificadas da seguinte forma:

Notas de 0 a 6: Detratores

Os clientes detratores são clientes insatisfeitos com seu produto ou serviço. Essa categoria são aqueles clientes com maior propensão a reclamar do seu negócio em mídias sociais ou sites como Reclame Aqui, por exemplo. Além disso, podem falar mal de sua empresa a outras pessoas. 

Notas 7 e 8: Neutros

Os clientes neutros são aqueles que podem te trocar facilmente por um concorrente que possua uma oferta melhor ou que faça uma promoção pontual. Eles não possuem um vínculo forte com sua marca. 

Notas 9 e 10: Promotores

Os promotores são conhecidos como “defensores da marca”. Eles gostam, compram e indicam a amigos e conhecidos. Todo negócio deseja ter a maioria de seus clientes como promotores, embora não seja tão simples atingir esse objetivo.

Para cada tipo de perfil de cliente você pode ter um plano de ação diferente, tendo como objetivo macro sempre ter uma pontuação de NPS maior.

O problema oculto das Métricas de Marketing Digital

Separamos nesse artigo algumas métricas de marketing digital que consideramos essenciais mas poderíamos ter inserido facilmente dezenas de outras. 

E é aqui que temos um problema comum: muita gente se sente perdida em meio a tantos dados e métricas. 

  • Quais números analisar?
  • Como saber o que de fato é importante?
  • Como separar o joio do trigo?
  • Quais métricas são mais relevantes para o meu negócio?

Se você é iniciante no Marketing Digital é provável que esteja passando por isso. Essa métricas de marketing digital acima poderão te ajudar dando um bom norte do que seguir.

Evite utilizar métricas demais para uma análise. Muitas vezes, menos é mais e é importante saber separar o que é importante do que é ruído. Pra isso você precisa ter clareza dos objetivos que deseja atingir.

Lembre-se sempre: Você analisa dados e métricas para tirar insights e tomar decisões. Portanto, evite saturar seu cérebro com muitas métricas pois será muito difícil tirar insights relevantes. 

Ferramentas para analisar Métricas de Marketing Digital

Google Analytics

O Google Analytics é a ferramenta mais famosa quando o assunto são métricas de marketing digital. A ferramenta gratuita do Google oferece muitos dados relevantes para a maior parte dos negócios. 

google analytics

Várias das métricas que citamos acima, tais como número de conversões, taxa de conversão, número de visitas, origens de tráfego, custo por lead podem ser visualizadas no Google Analytics. 

Pra que isso seja possível, é importante que você configure a ferramenta corretamente no seu site para ter acesso a essas e outras informações relevantes para o seu negócio. 

Wootric (NPS)

O Wootric é uma ferramenta que te ajuda a mensurar o NPS de seus clientes (inclusive é a ferramenta que usamos aqui na Mirago pra avaliar a satisfação dos alunos com nosso Plano PRO).

A ferramenta tem versões pagas, mas a versão free deles atende muito bem a um único produto/empresa. Vale a pena conferir. 

Mailchimp

Para mensurar os dados de e-mail marketing sugerimos o Mailchimp. É uma ferramenta gratuita para uma lista de até 2000 contatos e 12.000 disparos por mês. É ótima pra quem está iniciando ou tem um pequeno negócio e deseja se relacionar com clientes por e-mail. 

Se tem interesse no assunto, temos um curso de Mailchimp bem completo pra te ajudar!

RD Station

Se o seu negócio deseja implementar uma estratégia de Inbound Marketing, uma ferramenta de automação pode ser ideal para que você consiga mensurar as métricas de marketing digital relevantes. 

Nesse caso a ferramenta brasileira RD Station pode ser uma boa opção. Além das ferramentas de e-mail, landing pages e automação ela possui uma área de relatórios e também pode ser integrada ao Google Analytics. Também temos um curso de RD Station se você tem interesse em implementar no seu negócio.

Pra concluir

Como vimos, as métricas de marketing digital são fundamentais para que empreendedores e gestores possam tomar melhores decisões baseadas em dados. 

Se você está iniciando no Marketing Digital pode parecer muita coisa, mas não se preocupe. Pouco a pouco você vai se familiarizando com esses termos e métricas e aprendendo a trabalhar com elas. 

O importante é colocar em prática no seu dia a dia e evoluir passo a passo. Isso fará toda a diferença e encurtará seu processo de aprendizagem nas diversas métricas de marketing digital, abrindo caminho para tomar melhores decisões. 

Agora é com você! 

Obs: Caso tenha alguma métrica que considere relevante e não foi inserida nesse texto deixe um comentário dizendo qual é!