E-mail Marketing: como funciona e como fazer?

Acesse essa aula GRATUITAMENTE Já possui uma conta?
A estratégia que traz um dos melhores retornos sobre o investimento: o e-mail marketing. Saiba como utilizá-lo e o que fazer para ter sucesso com esse tipo de estratégia.

O e-mail marketing é uma das estratégias que mais trazem retorno sobre o investimento. Entretanto, muita gente acredita que ele está morto. Não é verdade! Ele continua sendo uma das ferramentas de marketing digital mais importantes.

O remarketing e o inbound marketing são duas metodologias que fazem uso ativo do e-mail marketing para conseguir progredir os clientes pelo Funil de Vendas. A verdade é que este é um canal de comunicação muito eficiente. Vamos entender melhor.

Mitos e frases

Há muitas frases propagadas no segmento de marketing em relação ao e-mail que não condiz com a verdade, às quais devemos desmistificar.

É o caso de:

  • “Ninguém mais abre e-mail marketing”;
  • “Tentei, mas não dá resultado”
  • “Isso é coisa do passado”

Na verdade, o e-mail marketing funciona muito bem, dá um ótimo retorno e se, comparado com demais ferramentas, tem um custo baixo e acessível. Para se ter uma ideia, é muito difícil uma outra estratégia bater o ROI de um e-mail marketing.

Porém, para que ele funcione, ele deve ser bem feito, seguindo alguns trâmites básicos que veremos a seguir.

E-mail marketing: como funciona?

Uma eterna batalha do e-mail marketing é sobre quantos disparos podem ser dados para cada cliente. A verdade é que isso é uma questão de segmento e também da natureza do seu público.

Esse problema é interessante porque existem muitos tipos de e-mails dentro do marketing. Você pode tanto fazer grandes e-mails com muita arte que vendem o produto quanto e-mails mais pessoais e menos pesados que convidam a uma leitura e aproximação menos impactante.

Quantidade x Qualidade

Outro dilema sobre como fazer e-mail marketing, que costuma pairar em boa parte das empresas, diz respeito à relação quantidade contra qualidade. O que é melhor em uma estratégia de e-mail marketing?

Uma lista de mailing gigantesca, ou uma lista mais restrita, mas com melhor qualidade, ou seja, pessoas que estão engajadas com sua empresa e com o conteúdo que sua marca tem a oferecer?

Não tenha dúvidas: a qualidade dos contatos de e-mail deve ser prioridade. Afinal, não é interessante gastar dinheiro com um conteúdo que a maior parte de seu mailing ( no caso de priorizar primeiro a quantidade), não vai abrir.

Tenha o foco em construir uma lista de qualidade, para depois, com o tempo, ir ampliando a quantidade, de maneira natural e gradativa.

Não compre mailing

E-mail marketing dá resultado, mas dá trabalho e requer tempo. Recorrer a métodos como o “jeitinho brasileiro” do SPAM, comprando CD’s com listas gigantescas de e-mail, certamente colocará a reputação de sua empresa no lixo, pondo tudo a perder. Nada de atalhos, ok?

Tenha em mente de que o conceito básico do e-mail marketing é a reputação. É exatamente a reputação do seu e-mail que vai definir se ele vai para a caixa de entrada do seu cliente ou cliente em potencial, ou se ele vai para a caixa de SPAM.

Quando se compra listas de e-mails e dispara-se e-mail marketing para pessoas que sequer sabem de sua existência, uma série de prejuízos passam a ocorrer, o que prejudica a reputação da empresa nos meios digitais.

Pense sempre que as pessoas jamais irão se cadastrar em seu mailing sem receber algo de valor em troca. Um material de conteúdo relevante e rico. Pode ser um e-book, uma palestra online, webinars, eventos presenciais, enfim, você deverá criar estratégias de conteúdo para captar e-mails para sua lista.

Como fazer e-mail marketing: exemplos

Quando se trata de e-mail marketing, estamos nos referindo a uma estratégia baseada no chamado marketing de permissão. A ideia é simples: você precisa que as pessoas te deem permissão para que você envie o seu conteúdo para elas. Ou seja, você oferece algo em troca da inscrição do potencial cliente, em seu mailing.

Realizar o marketing de permissão implica no trabalho de seus contatos. Podemos definir estes contatos da seguinte forma:

  • Contatos Opt-in: pessoas que entraram no seu site e que se cadastram na newsletter para receber os conteúdos.
  • Soft Opt-in: é um contato que assinou o seu formulário, por exemplo, mas que não ficou claro para ele que receberia e-mails. De qualquer forma, ele entrou em contato com sua empresa, antes que você enviasse algum material para ele;
  • Double Opt-in: trata-se de um contato que clica no formulário do seu site, e efetua o cadastro. Depois disso, ele recebe outro e-mail, para confirmar se, de fato, foi ele mesmo que efetuou este cadastro. Caso ele confirme no link de confirmação, ele passa a fazer parte do seu mailing. Como este processo ocorre em 2 etapas, e solicita duas ações do contato, ele é denominado double, ou seja, dois- duas vezes. Trata-se de um contato de extremo valor em seu mailing, pois ele está de fato, engajado a receber o seu conteúdo;
  • Opt-out: é o contato que permite a opção de deixar de receber os e-mails. Ele deve possuir ao menos 2 formatos. Um deles costuma ser um link, no final do e-mail, permitindo sair do mailing. Outro canal de descadastramento pode ser através de um e-mail de resposta.

Atenção: a segunda forma de Opt-out não pode ser um link. Pode ser e-mail, telefone, caixa postal, etc.

Entendendo o processo do e-mail marketing

O processo se inicia na compreensão das chamadas boas práticas (não comprar mailings, não praticar SPAM), etc.

Posteriormente, a criação do template, com a identidade visual da empresa (cabeçalho, rodapé, logo, etc.).

Na sequência, tenha em mente que a base de sua lista de contatos deve ser segmentada. Não se deve enviar todas os conteúdos para todos os contatos, mas sim, selecionar por assuntos quais conteúdos são de interesse dos seus contatos.

Um exemplo: suponha que você fará um evento na região nordeste, e você dispara e-mails para contatos da região sudeste. A probabilidade desta pessoa comparecer é bem pequena, não é verdade?

O ideal é segmentar o envio para os contatos da região onde ocorrerá o evento. Caso você envie constantemente conteúdos que não interessem ao contato, ele passará a não abrir mais os e-mails, compreende?

Como trabalhar a base de contatos do e-mail marketing

Para fazer a segmentação da base, é preciso criar um formulário com perguntas que te tragam informações como idade, gênero, estado/cidade, etc.

Este formulário pode ser oferecido no seu site ou através de e-mails para sua base de leads em troca de um material rico. Para isso, você vai precisar de landing pages.

Priorize apenas informações imprescindíveis, ok?

Após a segmentação, realiza-se o disparo dos e-mails. Mas o trabalho com o e-mail marketing não se encerra nesta etapa. Depois do disparo, é preciso realizar a mensuração.

Ou seja, é preciso analisar o retorno do disparo deste e-mail. Por exemplo, a taxa de abertura foi boa? Qual a porcentagem de abertura? Qual a taxa de rejeição? Isso é importante para que no próximo disparo seja possível melhorar, trabalhar as falhas, ressaltar o que deu certo, etc.

A ideia é sempre procurar melhor os resultados obtidos com o e-mail marketing.

Próximo passo…

O e-mail marketing pode ser usado em muitos setores do marketing digital. Por isso é muito importante entender sobre onde você quer aplicá-lo. Isso inclui:

Você também precisa entender de ferramentas de e-mail marketing. A Mirago conta com aulas que podem te ajuda a dominar duas delas, no nosso curso de Mailchimp e no curso de RD Station.

Professor

Ludy Amano

Fundador da Mirago, atuou como consultor de marketing digital por muitos anos. Formado em comunicação social pela ESPM, já ministrou aulas em instituições como BSP, Trevisan Escola de Negócios e Escola São Paulo. Atualmente se dedica a inovação na educação do mercado digital.
O curso

Curso Marketing Digital Grátis para Iniciantes – Online

Um Curso de Marketing Digital Grátis para Iniciantes que querem começar na Frente. Junte-se a Milhares de Alunos e Comece a estudar hoje mesmo. Inscreva-se!
Dúvidas
Kylanne Bitencourt
Kylanne Bitencourt3 semanas atrás

JORNADA DE COMPRA

Ludy, tendo o meu mailling, como faço para identificar em qual etapa da jornada do consumidor o cliente está para enviar conteúdo correspondente?

Everaldo Andrade
Everaldo Andrade PRO1 mês atrás

Mailling

Então, concordo que essas listas de e-mail que compra na esquina são maior furada. Mas tem empresas sérias que trabalham com isso, como a Econodata, que vende listas para prospecção. São listas testadas, checadas constantemente e você adquiri a lista com vários filtros de segmentação. Ou seja, estará focando num público que teoricamente tem interesse no seu produto. Por exemplo: se você segmentar gerentes de marketing de empresa e mandar um e-mail tentando entender as dores desse prospect, sem fazer venda num primeiro momento, chamando para um diálogo. Sendo seu produto (Mirago) cursos para capacitação em marketing digital, talvez ele se interesse.

Ainda assim acha uma furada?

Avatar
Daniela Freitas1 mês atrás

Tabela comparando com a jornada de compra

Olá, pessoal! Adorei o curso! Acho que ficou faltando a tabela final pontuando esse item nas etapas da jornada de compra, certo? Obrigada!

Avatar
Bianca Rodrigues Cordeiro de Souza4 meses atrás

E-mail mkt para qualquer serviço?

Olá

Gostaria de saber se vocês consideram que para alguns segmentos o e-mail mkt não seja uma boa solução.

Como exemplo: educação básica (escolas particulares).

Por mais que eu monte a jornada de compras e pensa à respeito, não consigo pensar em e-mail (ou até inbound mkt) para esse segmento/público.

Não acredito que seja um ROI que valha a pena. Até porque escolher uma escola é algo extremamente complexo para as famílias.

O que acha?

Obrigada.

Avatar
Nicolas Matos6 meses atrás

certificado

Boa tarde.
O cursos está de mais . parabéns.
no final do curso eu tenho acesso a um certificado de participação?

Jansen Santana
Jansen Santana PRO1 ano atrás

E-mail Marketing X WhatsApp

Olá, Levando em consideração o que foi explicado referente as vantagens do e-mail o whatsApp pode entra na estratégia como uma ferramenta com função similar?

Avatar
Sophia Stella Bassi1 ano atrás

Email marketing

Olá. Eu tenho uma dúvida sobre E-mail Marketing: Já trabalhei com texto somente na imagem. No vídeo você diz que é melhor equilibrar. Em quais circunstâncias eu posso usar texto somente na imagem ou nenhum texto na imagem (só no corpo do email)?

Envie sua dúvida

Exclusivo para Assinantes

Comece Gratuitamente

Crie sua conta Grátis e tenha acesso aos cursos ao vivo e muito mais.

Seja um Assinante

Tenha acesso ilimitado aos cursos, materiais, certificados e muito mais.

Já possui conta? Faça o login.