A profissão de gestor de tráfego (ou gestora de tráfego) cresceu muito nos últimos anos no país com a aceleração do processo de digitalização das empresas. Apesar de já existir há um bom tempo, foi nos últimos 5 anos que esta profissão ganhou mais destaque.

Contexto

Qualquer marca que inicie sua presença digital na internet precisará de pessoas interessadas chegando até ela. Isso vale para um site, landing page, comércio eletrônico, mídias sociais. Isso é o que chamamos de “tráfego”, umas das etapas fundamentais do marketing digital, responsável por atrair novos interessados no que sua marca tem a dizer/oferecer.

Existem basicamente duas formas de atrair novos usuários para o seu negócio: por meio do tráfego pago ou tráfego orgânico.

No caso do gestor de tráfego, sua principal competência está relacionada ao tráfego pago. É aqui que iremos focar.

O que faz um Gestor de Tráfego

Um gestor de tráfego é responsável pelo planejamento, criação e otimização de campanhas em canais pagos. Dentre eles, os mais comuns são:

  • Google Ads
  • Facebook e Instagram Ads
  • Linkedin Ads
  • Pinterest Ads
  • Twitter Ads
  • Taboola
  • Outbrain

Ainda existem outras mídias como, por exemplo, o TikTok Ads, mas, por ora, ainda não está liberado no país o formato “self-service”.

Aqui um vídeo que fizemos sobre este profissional:

Por que o gestor de tráfego se tornou tão importante para as empresas?

Como dissemos, qualquer empresa com presença na internet necessitará de geração de tráfego (orgânica ou paga) para crescer.

O tráfego pago ganha muita relevância pois o investimento feito nestes canais geram resultados no curto prazo (ou seja, a partir do momento em que a empresa coloca dinheiro nas plataformas, os primeiros resultados já começam a aparecer em questão de horas), diferentemente de canais orgânicos (tendem a demorar mais tempo para entregar resultados).

Estes resultados à curto prazo são importantes para todo tipo de negócio, sobretudo para os iniciantes no ambiente digital. E, como tivemos um crescimento expressivo de novas empresas investindo em marketing digital, muitas delas começaram a investir em tráfego pago.

Uma função, vários objetivos

Atrair pessoas qualificadas para o seu negócio por meio de tráfego pago pode parecer simples, certo? Afinal, basta investir algum dinheiro e trazer pessoas para visitar seu site, por exemplo. Não há grandes segredos, você pode estar pensando.

De fato, não há segredos. No entanto, podem existir diferentes objetivos de campanhas a serem criados, de acordo com a jornada de compra do consumidor. Alguns objetivos comuns são:

  • Reconhecimento de Marca
  • Alcance
  • Tráfego
  • Envolvimento
  • Conversão
  • Visualização de Vídeo
  • Instalação de Aplicativo

O gestor de tráfego deve ser capaz de traduzir os objetivos de marketing de um negócio em resultados tangíveis nas plataformas de mídia em que atuar. E isso passa por entender muito bem sobre:

  • O negócio em si
  • Os objetivos desejados
  • A persona para quem está anunciando
  • O mercado como um todo
  • E, obviamente, das ferramentas de mídia disponíveis

Onde um gestor de tráfego pode trabalhar

Um gestor de tráfego poderá atuar em diversos tipos de negócios, aqui vão alguns exemplos:

  • E-commerces
  • Agências de Marketing Digital / Performance
  • Consultorias
  • Startups
  • PMEs
  • Grandes Empresas

Todos estes perfis de empresas contratam gestores de tráfego. Além destes tipos de empresas, um gestor de tráfego poderá atuar de forma independente, como um freelancer, por exemplo.

Competências para se tornar um(a) gestor de tráfego

Para atuar como gestor de tráfego (e ser bem sucedido(a) no mercado) existem algumas competências que considero chave desenvolver:

Conhecer sobre negócios

Esta talvez seja uma das mais importantes e uma das competências que podem te diferenciar no mercado. Por que? Veja, a maioria das pessoas que atua como gestor de tráfego tem um conhecimento técnico muito bom nas ferramentas de mídia, no entanto, muitas vezes, pecam em conhecer mais a fundo sobre negócios.

Sendo mais objetivo, o que considero importante você conhecer e se aprofundar:

  • Modelo de Negócios da Empresa para a qual está trabalhando
  • Forças e Fraquezas da Marca
  • Diferenciais competitivos
  • Principais Concorrentes e visão geral do Mercado
  • Como é a cultura e visão da empresa
  • Como se dão as relações internas entre os departamentos de uma empresa
  • Objetivos de Marketing da Empresa

Você pode estar pensando: “Mas, peraí: O que isso tem a ver com tráfego pago?” Bem, tudo (ou quase tudo).

Entender de negócios vai te ajudar muito a crescer na carreira como gestor de tráfego, uma vez que se concentrar nos objetivos de negócio ampliará sua visão a respeito de soluções e de sua capacidade de entregar resultados à empresa. E, entregando mais resultados, mais valorizado(a) será.

Boa Capacidade Analítica

Uma parte importante do trabalho de todo gestor de tráfego é a análise de dados para otimização da estratégia. Ou seja, toda campanha lançada gerará dados que deverão ser analisados rotineiramente para entender se os objetivos inicialmente traçados serão cumpridos.

Para cada objetivo de campanha, uma série de indicadores poderão indicar se uma campanha/estratégia está obtendo bom desempenho ou não. Portanto, ter uma boa capacidade analítica é fundamental para realizar um bom trabalho de otimização de campanhas.

É interessante ter algum conhecimento em ferramentas como Excel ou Google Sheets, que poderão facilitar as análises.

Boa Comunicação

A atuação do gestor de tráfego implicará na relação com várias áreas de uma empresa, tais como Marketing e Vendas, principalmente, mas também poderá ter relação com outras áreas como TI, Produto, Suporte e outras.

Além disso, dependendo do porte da empresa, o gestor de tráfego deverá se reportar diretamente aos diretores/fundadores da empresa ou então com gestores responsáveis pela área de Marketing e isso exigirá boa capacidade de comunicação com todas estas áreas/pessoas.

A apresentação de relatórios e reuniões de definições de estratégias e próximos passos é bastante comum no dia a dia do gestor de tráfego, portanto, se comunicar bem pode fazer diferença para o crescimento na carreira.

Bom conhecimento técnico nas Ferramentas

Esta talvez seja a competência mais óbvia, mas é importante salientar que um bom gestor de tráfego somente conseguirá dominar as principais ferramentas de mídia após algum tempo de experiência prática. Infelizmente não tem como fugir disso.

Por mais cursos, livros e vídeos que você estude sobre o assunto, sem a aplicação prática, dificilmente você conseguirá evoluir como gestor de tráfego.

Aqui vão algumas dicas:

  • No início de sua jornada procure fazer alguns cursos sobre o tema; Pode ser um pouco suspeito uma Escola de Marketing Digital dizer que é importante fazer cursos, mas eles te ajudarão a ganhar muito tempo de aprendizado.
  • Complemente os estudos com tutoriais (há muita coisa gratuita na internet)
  • Tenha como objetivo aplicar os conceitos aprendidos na prática (seja num hobby ou prestando serviços a terceiros);
  • Quando tiver dúvidas, consulte as ferramentas de ajuda destas plataformas de mídia. Geralmente elas são bem completas e ajudarão você evoluir quando tiver dúvidas;
  • Continue estudando (e aplicando na prática) para evoluir sempre na profissão;

Criatividade

A criatividade aqui tem o papel de auxiliar testes de novas alternativas em suas campanhas de tráfego pago. Alguns exemplos de testes:

  • Novas estratégias e objetivos de campanhas
  • Novas Segmentações
  • Novas Estratégias de Lances
  • Novos Anúncios
  • Novas Copys (textos persuasivos)

Esta criatividade (misturada com inquietação por melhores resultados) poderá te ajudar a sair do lugar comum, ousar e ter melhores resultados em suas campanhas.

Copywriting

Esta competência não é um pré-requisito para atuar como gestor de tráfego, mas ter alguma noção de copywriting (escrita persuasiva) pode ser um diferencial no mercado. Veja: Na maioria dos objetivos de suas campanhas, é desejado que um usuário tome alguma ação (visite seu site, deixe seu contato numa landing page, compre um produto, etc), portanto, entender de escrita persuasiva pode ajudar muito.

É claro, dependendo do porte da empresa, você terá uma equipe dedicada a produzir anúncios (seu trabalho será apenas inserir nas plataformas). No entanto, em empresas menores, o gestor de tráfego também poderá ajudar na criação dos anúncios. E aí, conhecer de copywriting pode ajudar muito.

Quanto Ganha um Gestor de Tráfego?

De acordo com site Glasdoor, o salário médio no Brasil de um Gestor de Tráfego é de R$ 2.363,00 enquanto este artigo é escrito.

É claro que este valor varia de acordo com a região e empresa que está oferecendo o cargo. Numa rápida pesquisa neste mesmo site é possível encontrar vagas com salários de 3 a 5 mil reais.

No entanto, é importante dizer que o profissional que deseja atuar como freelancer/autônomo poderá ter contratos com vários clientes e receber valores maiores, de acordo com os resultados que é capaz de entregar. Quanto mais maduro e experiente for um gestor de tráfego (com resultados comprovados), mais poderá cobrar de seus clientes.

Principais Desafios

Pelo fato de ser uma profissão com uma baixa barreira de entrada no mercado (ou seja, qualquer pessoa, com algum conhecimento, poderá atuar como Gestor de Tráfego), pode transparecer algo simples e fácil. Mas não é bem assim. Dentre os desafios deste mercado, os mais comuns são:

Alta Concorrência

Já existe muita gente boa atuando no setor, o que não significa que não há espaço para novos profissionais. No entanto, com o boom da digitalização das empresas nos últimos anos, muita gente viu nesta profissão uma oportunidade para crescer na carreira. Portanto, ao entrar no mercado, saiba que existe um mercado aquecido por um lado e, de outro, muita gente já preparada (e se preparando) para atuar nele.

Vendas

Se você optar pela atuação por conta própria como um freelancer, então terá que vender seu serviço para outras empresas. Este é um gargalo para muita gente que está iniciando. É bem comum que a pessoa foque em desenvolver suas competências técnicas (ferramentas), mas tenha dificuldades em vender seus serviços. Se você não tem experiência com vendas é importante desenvolver este lado.

Aumento de Custos

Quem atua com tráfego pago há algum tempo, sabe: os custos só tendem a aumentar. Ou seja, para conseguir uma conversão (lead, venda) hoje, provavelmente será mais barato do que daqui há 12 ou 18 meses. Isso por conta da inflação de custos nestas ferramentas. A maioria delas atua por meio de leilão e, com o aumento da competitividade, os lances vão ficando mais altos, o que inflaciona os custos do mercado como um todo ao longo do tempo. E isso se torna um desafio tanto para as empresas quanto para o gestores de tráfego, uma vez que é preciso cada vez mais dinheiro para conseguir resultados melhores. Este fator desafia os gestores de tráfego a serem cada vez melhores em suas funções.

Por onde começar a estudar?

Como vimos, existem diversas competências que um gestor de tráfego deve desenvolver para se tornar um profissional completo. No entanto, para quem está iniciando, focar na parte técnica é o principal (conhecer e gerenciar as ferramentas).

Aqui vão algumas dicas de cursos:

Estes cursos serão uma base para você iniciar sua jornada como Gestor de Tráfego no Marketing Digital.

Concluindo

A profissão de gestor de tráfego, apesar de existir há um bom tempo, cresceu muito nos últimos anos e, como vimos, continuará sendo relevante nos próximos anos.

Para atuar e ter sucesso nesta área é fundamental conhecer muito bem as ferramentas e plataformas de mídia (parte técnica), mas sem deixar de lado outras competências (comportamentais) que farão toda a diferença em seu crescimento profissional.